quarta-feira, 22 de julho de 2009

207 renova-se - Novos argumentos de sedução para um modelo apetecível

Líder europeu entre os automóveis compactos em 2007 e 2008, o Peugeot 207 será renovado este Verão. A nova identidade do modelo aparecerá em Portugal na segunda quinzena de Julho e será integrada numa renovação da gama, com novos argumentos para aumentar o sucesso do modelo: novas versões, novos materiais de ainda maior qualidade, novos “packs” de equipamento e mais um motor disponível para o acesso à gama.

Com uma gama assente em três silhuetas atraentes e de grande sucesso, o 207 assumiu em 2007 a liderança do mercado europeu das viaturas compactas, posição que repetiu em 2008, com 423.700 unidades vendidas.

Para levar ainda mais longe o seu sucesso comercial, já a partir deste mês o 207 recebe novos argumentos estéticos e novas prestações que virão modernizar o modelo em três eixos:

· Estética de maior estatuto

Evolução do estilo exterior, com:
- uma frente que alia dinamismo natural e equilíbrio
- um acréscimo notório de superficíes pintadas e de elementos cromados
- novos farolins traseiros com rampas de diodos luminescentes (berlina e CC)

Estilo do habitáculo ainda de maior estatuto, com:
- novos revestimentos e novas decorações que reforcam a elegância, o conforto e o dinamismo
- novas fachadas técnicas modernizadas estética e qualitativamente.

· Maior economia de utilização e respeito pelo ambiente

- através de motorizações particularmente sóbrias e com emissões reduzidas de gases com efeito de estufa
- pela optimização da resistência ao rolamento dos pneus, melhorando a economia de utilização
- por uma nova oferta de “muito baixo consumo” optimizada em termos aerodinâmicos (Cx excepcional de apenas 0,274), de estratégia de funcionamento do motor e de resistência ao rolamento, permitindo uma redução das emissões de CO2 para 99 g/ km (disponível posteriormente)
- pelo alargamento progressivo da oferta de motores que cumprem a norma Euro5
- pela adopção, nestas últimas motorizações com caixa de velocidades manual, de um indicador de mudança de relação de caixa, para incitar o condutor a adoptar uma condução eficiente do ponto de vista ecológico.

· Desenvolvimento de novos equipamentos

Esta nova geração do 207 corresponde também a um enriquecimento dos equipamentos disponíveis de série ou em opção. A título de exemplo, em prol do conforto e da seguranca de condução, passam a estar disponíveis na gama 207, de série ou em opção consoante as versoes, os seguintes equipamentos:

- o sistema WIP Bluetooth
- o indicador impulsional de mudança de direcção
- a função subida dos vidros activada pelo telecomando (Berlina e SW)
- a função subida impulsional do vidro do condutor no 207 CC

Coincidindo com as diversas evoluções que são agora introduzidas no modelo, a Peugeot Portugal reformulou a gama 207 para torná-la ainda mais apetecível pelos clientes nacionais. Todas estas renovações resultam numa ainda maior competitividade do 207 que, em função das versões, tem reposicionamentos de preço que variam entre menos 1.000€ e menos 110€.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Eco-Condução

O que é uma eco-conduçao?
É uma forma de condução eficiente que permite reduzir:

• o consumo de combustível;
• a emissão de gases poluentes (principalmente óxidos de azoto e de enxofre) e de partículas resultantes da insuficiente combustão dos hidrocarbonetos;
• a emissão de gases com efeito de estufa (GEE), sobretudo dióxido de carbono (CO2), que contribuem para o aquecimento global;
• a sinistralidade, tendo em conta que se diminuem as acelerações bruscas e as travagens, tornando a viagem também mais confortável.

Porquê adoptar uma condução ecológica?

Porque ao adoptar hábitos de condução mais eficientes, ecológicos e seguros, tira maior partido das capacidades dos veículos, optimiza os consumos, reduz a poluição e o ruído e está a contribuir para a diminuição do número de acidentes rodoviários.

Dicas para ser um bom eco-condutor:

1. Passar para uma mudança mais alta. Deve-se fazê-lo o mais rápido possível, de preferência entre as 2000 e as 3000 rotações por minuto (RPM). Uma mudança alta significa uma rotação mais baixa, que resulta num menor consumo de combustível. (Potencial de poupança: 10%)
2. Manter a velocidade estável. Deve-se seguir sempre na mudança mais alta possível e com baixas RPM
3. Antecipar vias congestionadas. Deve-se prever o estado do tráfego e optar pelas estradas mais desimpedidas
4. Desacelerar suavemente. Deve-se tirar o pé do acelerador com tempo quer seja para abrandar ou para parar a marcha, sempre com o carro engatado
5. Verificar a pressão dos pneus frequentemente. A pressão do pneu demasiado baixa em 25% aumenta a resistência ao deslize do carro em 10%, o que provoca um consumo acrescido de combustível em 2%
6. Ligue o motor do carro apenas imediatamente antes do início da viagem e desligue o carro sempre que fique imobilizado mais do que um minuto.
7. Conduza a uma velocidade o mais constante possível e, acima de tudo, com suavidade, evitando acelerações/desacelerações e travagens bruscas. (Pode poupar 15% de combustível conduzindo a 80 Km/h, em vez de 100 Km/h)
8. Nas descidas de acentuada inclinação, deve manter o veículo engrenado numa mudança compatível (travar com o motor), obtendo assim maior segurança e consumo nulo.
9. Evite transportar bagagens no tejadilho da viatura. (A alteração das características aerodinâmicas do veículo aumenta em cerca de 5% o consumo de combustível)
10. Retire toda a carga desnecessária do porta-bagagens e assentos traseiros. (Potencial de poupança: 3%)
11. Utilize o ar condicionado apenas quando necessário. (O sistema de ar condicionado pode consumir até meio litro de combustível por hora e, no início de cada viagem, pode representar um aumento de consumo de cerca de 10%)
12. Mantenha o veículo afinado e verifique o nível do óleo com regularidade.