quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

206+ Uma nova cumplicidade…

História de sucesso internacional, o 206 continua, em 2009, a ocupar um lugar de destaque nos palcos de todos os continentes, com um novo papel na Europa… o do 206+! Este modelo modernizado, descendente de mais de 6.5 milhões de 206 produzidos, virá ampliar a oferta da Marca no segmento dos automóveis compactos.

Do 206 ao 206+… uma oferta de "entrada de gama"

Na "selva" do mercado europeu das viaturas compactas, que recebeu ao longo da última década propostas cada vez mais ricas e fragmentadas, a Peugeot apresentou-se sempre como um actor principal, nomeadamente com o mítico 206 e a sua "margarida" rica de silhuetas inovadoras. Esta forte presença imortalizou-se através da oferta actual, particularmente atraente e diversificada:

• o 107, veículo de entrada de gama seguro e simpático, compacto e muito à vontade na cidade, com um preço competitivo
• o 207, com um estilo pleno de raça, posicionado no topo do segmento B2 pelas suas dimensões e prestações… uma nova "margarida" que se expande…
• paralelamente, a berlina 206 aceitou, progressiva mas provisoriamente, recuar um pouco a favor destas novidades com grande capacidade de sedução, preparando o seu regresso à ribalta… as estrelas nunca morrem!

O 206+ constitui uma oferta acessível, de "entrada de gama", coerente com as expectativas dos clientes: uma viatura de referência, moderna e actual, acessível ao maior número de clientes dos automóveis compactos.

Fabricar em França para o mercado europeu…

Produzido em França, na unidade de Mulhouse, para os países europeus, o 206+ surge determinado a prosseguir a aventura do seu célebre antecessor, propondo aos fiéis e aos cúmplices de sempre, bem como a qualquer cliente sensível à sua nova equação personalidade-prestações-custo, um modelo provado, fortemente modernizado e em linha com a nossa época.

Graças a um posicionamento preço/produto particularmente competitivo, apoiado em novos argumentos de sedução, entre os quais um estilo moderno e valorizante, o 206+ destina-se prioritariamente:

• aos interessados numa viatura verdadeiramente polivalente, que desejam optimizar o seu orçamento, tanto na compra como na utilização, sem no entanto poderem ou quererem acompanhar a evolução do segmento B2 (maior, mais opulento, mais oneroso), em resumo, que não encontram no 107 e no 207 uma resposta adequada às suas necessidades pessoais.
• aos jovens, uma categoria de clientes já muito mais seduzida pelo 206 que a média do seu segmento.

Deste modo, a Peugeot completa a sua oferta já muito rica no segmento B com um argumento importante em termos de escalonamento da gama e de cobertura do mercado.
As forças do 206+…
… Um ar «tendência» e um preço atraente para
uma viatura que perpetua um mito…

+ modernidade

Conservando o carácter intemporal do 206, o 206+ apresenta uma imagem modernizada, retomando os novos códigos de estilo da Marca – um estilo pleno de raça e de forte personalidade, inspirado no 207 tanto no interior como no exterior, que sublinha a imagem de "valor seguro" através de uma robustez mais vincada.

Esta profunda osmose de estilo 207/206 harmoniza a silhueta característica do 206 com… um novo capot, novos guarda-lamas, um novo pára-choques dianteiro, uma nova grelha, novos faróis principais e de nevoeiro, novas jantes e tampões, um novo pára-choques traseiro, novos farolins traseiros, … E, no habitáculo original do 206, "concebido em torno dos seus ocupantes", um novo painel de bordo, um conjunto de mostradores que recorda o universo da moto, novos revestimentos, novos granulados, geram um ambiente jovem e actual.

+ qualidade

O 206+ retoma logicamente a maior parte das prestações do 206, actualizando ao máximo a qualidade, enquanto que as juntas e os afloramentos foram melhorados, introduzindo uma maior modernidade, e a concepção cuidada do novo painel de bordo diminui, por exemplo, os riscos de ruídos. Compacto, maneável, habitável, luminoso, seguro, … o 206+ oferece qualidades essenciais para uma utilização fácil e serena.

+ economia na compra e na utilização

Frugal e abordável… o 206+ dispõe de todas as capacidades para se posicionar de forma competitiva na entrada do segmento B2.

A gama de motores escolhida integra duas propostas que confirmam estes atributos, nomeadamente com consumos e emissões que influenciam favoravelmente tanto o custo de aquisição como o de utilização.

Deste modo, o motor 1.1 l de 44 kW (60 cv) a gasolina constitui uma nova oferta de entrada de gama, enquanto que, em termos de diesel, a optimização do motor 1.4 l HDi de 50 kW (70 cv) permite um consumo misto de 4,2 l/100 km e emissões de CO2 reduzidas a 110 g/km.

+ controlo do impacto ambiental

Com emissões de CO2 reduzidas a 110 g/km, o 206+ HDi alimenta o palmarés ambiental da Peugeot – «Na Europa, 1 viatura em cada 6 comercializadas com emissões de CO2 inferiores a 120 g/km é um Peugeot» – e confirma o controlo da Marca em termos de impacto ambiental dos seus veículos.

E ainda + mito

O 206+ inscreve-se na continuidade de um modelo "marco" de forte imagem e notoriedade que satisfez cerca de 6,5 milhões de possuidores sensíveis à sua felinidade exacerbada, à sua arquitectura e aos seus equipamentos inovadores, e que conserva ainda o perfume agradavelmente tenaz dos seus sucessos desportivos… três vezes Campeão do Mundo de Ralis…

… Mesmo mudando fundamentalmente de registo, o 206+ dispõe de todos os atributos para fazer perdurar deliciosamente a impertinência do seu antecessor…

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

3008: Apresentação mundial do “crossover by Peugeot”

Num stand inédito para a Marca, a Peugeot apresenta em Première mundial o seu crossover 3008.

3008: Nova tecnologia, nova condução

O 3008 é uma nova viatura compacta e volúmica destinada a explorar novos territórios automóvel.

Multiusos, posiciona-se no cruzamento de caminhos entre vários universos, tanto no exterior como no interior, com um habitáculo tão prático como valorizante para o condutor e os passageiros. O 3008 apresenta novos equipamentos tecnológicos (Grip control, dynamic rolling control, head up display, distance alert, travão de estacionamento automático,…) que contribuem para o prazer de condução e para a segurança. O 3008 pretende ser respeitador do ambiente com uma gama performante, cuja primeira oferta se situa em apenas 130 g/km de CO2.

308 CC: o mais cabriolet dos coupé cabriolets

Com o 308 CC, a Marca reforça o seu estatuto de líder na área dos coupé cabriolets.

Este novo CC associa elegância, estilo expressivo e dinâmico, com uma síntese conforto/comportamento em estrada agradável e rigorosa. Os equipamentos inovadores de conforto e de segurança sublinham o seu estatuto topo de gama: aquecimento da nuca (sistema airwave), arcos de abertura pirotécnica e, em exclusivo mundial, o airbag de cabeça.

No total, vinte e cinco veículos são apresentados no stand da Peugeot no Salão de Genève.

Uma oferta de mobilidade global e durável

Esta nova edição do Salão de Genève constitui para a Peugeot a oportunidade de evidenciar e demonstrar a sua vontade de ser um actor responsável da mobilidade global e durável, conjugando um reduzido impacto ecológico, uma segurança de elevado nível e uma oferta competitiva em duas, três ou quatro rodas (bicicletas, scooters, automóveis).

Propor uma solução de mobilidade para cada um, controlando as emissões de CO2 é um dos objectivos da Marca, simbolizado pela iniciativa Blue Lion. Esta postura encontra a sua concretização na pesquisa e adopção de soluções técnicas pertinentes e respeitadoras do ambiente. A Peugeot é hoje líder incontestado das viaturas com baixos consumos e baixas emissões de CO2.

1 veículo novo em cada 6 vendidos na Europa com emissões de CO2 inferiores a 120 g/km é um Peugeot.

Esta performance é ilustrada no espaço de exposição da Marca por um 207 1.6 HDi FAP 90 cv (66 kW) que apresenta um "pacote" técnico particularmente performante (aerodinâmica específica, calibração optimizada do motor), o qual lhe permitirá em breve reduzir as suas emissões para 99 g/km de CO2, pelo novo 107, que propõe desde já 106 g/km de CO2, e ainda pelo 407 1.6 HDi FAP 110 cv (80 kW) com emissões controladas de apenas 129 g/km de CO2, que será comercializado em breve.

Para manter e reforçar esta liderança, a Marca investiu em tecnologias de ruptura:

• No universo dos híbridos, os concept cars presentes no stand testemunham os avanços do Grupo em matéria de hibridação de nova geração. Deste modo, menos de dois anos após o seu lançamento, o 3008 será o primeiro veículo híbrido disponível no seio do Grupo.
• A Peugeot está também envolvida no domínio da micro-hibridação. Assim, o STOP&START de segunda geração será aplicado em muito grande série nas gamas a partir de 2011.
• Na área do veículo eléctrico, a Peugeot, que foi pioneira, em 1995, com o 106 (o veículo eléctrico mais vendido no mundo até hoje), prossegue cada vez mais os seus esforços, apoiando-se nas tecnologias mais prometedoras.

Promover novos benefícios para a condução automóvel, com veículos ainda mais respeitadores do ambiente, exemplares em termos de cidadania e de segurança, constitui a linha de acção da Peugeot para o futuro próximo.

Os concept cars Prologue HYbrid4, RC HYbrid4 e HYbrid3 Compressor constituem os demonstradores desta abordagem ambiental da Marca.

Com efeito, a tecnologia HYbrid, que associa um motor térmico a um motor eléctrico, permite uma verdadeira ruptura em termos de consumo e de emissões de CO2. Estes motores podem funcionar separadamente (modo emissão zero apenas com o motor eléctrico) ou em conjunto, o que permite também um acréscimo de potência quando solicitado e, sobretudo, a motricidade das quatro rodas.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Novo Peugeot 107 chega a Portugal com novos atributos

Pequeno em tamanho, o Peugeot 107 agigantou-se a nível comercial com mais de 322.000 unidades vendidas em todo o mundo, 6.300 das quais em Portugal. Apostado em aprofundar este sucesso e aumentar a sua capacidade de sedução, o modelo entra em 2009 com nova imagem.

Por trás do estilo de automóvel "jovial", o 107 evidenciou rapidamente as suas qualidades e mostrou que constitui uma resposta eficaz e inteligente às necessidades de mobilidade urbana.

O seu sucesso entre os automóveis citadinos construiu-se por força de trunfos fundamentais como o carácter compacto de estilo sedutor e divertido, a economia de utilização, a maneabilidade e o comportamento, a segurança, ou a boa performance a nível ecológico.

Agora, a Peugeot acaba de disponibilizar o novo 107, que aprofunda os principais atributos do modelo com uma frente ainda mais expressiva, novos revestimentos interiores e um olhar ainda mais atento aos consumos de combustível e ao ambiente.

O 107 de 2009 reafirma e aperfeiçoa os seus atributos

Acessível, frugal e dotado de óptimas capacidades urbanas, o novo 107 apresenta em Portugal uma gama assente em duas silhuetas (três e cinco portas), dois níveis de equipamento (Urban e Trendy) e três grupos moto-propulsores (1.0 a gasolina com caixa manual de cinco velocidades, 1.0 a gasolina com caixa 2 Tronic e 1.4 HDi com caixa manual de cinco velocidades).

Por detrás do seu ar descontraído, o 107 recusa constituir uma solução espartana de entrada na gama Peugeot e não faz compromissos em matéria de equipamentos de segurança e conforto, que respondem às principais necessidades dos clientes dos pequenos veículos utilitários.
Assim, a versão Urban, disponível na carroçaria 3 portas, propõe, desde logo, entre outros elementos, os seguintes equipamentos de série:

- ABS com Repartidor Electrónico de Travagem
- Controlo de Travagem em Curva (CSC)
- Airbags frontais
- Cobertura da bagageira
- Direcção assistida eléctrica
- Grelha dianteira tipo "ninho de abelha"
- Inserções laterais no pára-choques dianteiro com grelha e dupla lâmina decorativa
- Pára-choques na cor da carroçaria com barra cromada
- Regulação eléctrica da altura dos faróis
- Tampa da mala em vidro
- Tomada 12 V
- Volante de 3 raios regulável em altura

Mais completo, o nível Trendy, disponível na carroçaria 5 portas, surge associado a qualquer dos grupos moto-propulsores propostos e acrescenta, entre outros, os seguintes elementos de série:

- Alerta de colocação do cinto do condutor
- Airbags laterais
- Apoios de cabeça traseiros reguláveis em altura
- Auto-rádio Panasonic, com leitor de CD e 2 altifalantes. Inclui tomada auxiliar na fachada para conexão de leitor externo de MP3
- Banco traseiro com encosto rebatível 50/50 e Fixações Isofix (2)
- Conta-rotações
- Fecho centralizado das portas com comando à distância
- Frisos de protecção lateral em preto
- Retrovisores e puxadores das portas na cor da carroçaria
- Vidros dianteiros eléctricos

Os equipamentos propostos em opção neste nível são o ar-condicionado e as jantes em liga leve 14’’ Karlova.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Peugeot avança com campanha de abate para veículos semi-novos

Em resposta à conjuntura adversa do mercado de automóveis novos, a Peugeot Portugal e a Rede de Concessionários aderente vão lançar amanhã uma operação inédita ao estender aos veículos semi-novos a campanha de incentivo ao abate de viaturas. Primeira Marca a avançar com esta iniciativa, a Peugeot dá mais um passo para a renovação do parque automóvel nacional e dinamiza o comércio de usados.

Até agora, em Portugal, os benefícios das campanhas de incentivo ao abate de viaturas em fim de vida aplicavam-se exclusivamente aos compradores de viaturas novas. A partir de amanhã, a Peugeot vai dar condições muito preferenciais também na compra de automóveis semi-novos da Marca, aos clientes que entreguem uma viatura com 8 anos ou mais para abate.

Através desta iniciativa, que não abrange apoios concedidos pelo Estado, os clientes poderão usufruir, em condições económicas, de um automóvel recente (matriculado entre Janeiro de 2006 e Dezembro de 2008), mais seguro e também menos nocivo para o meio ambiente.

No caso de o cliente enviar para a “reforma” uma viatura entre 8 e 14 anos, o incentivo concedido pela Peugeot e pela Rede de Concessionários pode ascender a 2.400 € e, caso tenha 15 anos ou mais, pode ser de até 3.000 €.
Os incentivos variam de acordo com os quadros seguintes:
(*) Valores com IVA
À semelhança do exemplo anterior, se a viatura a abater tiver 15 ou mais anos, o incentivo aplicável na compra do semi-novo será o seguinte:


(*) Valores com IVA

Em complemento, os clientes beneficiarão ainda de uma Extensão de Garantia gratuita com prazo de dois anos.

Para serem elegíveis nesta campanha, os veículos a abater deverão cumprir os seguintes requisitos:


- Terem matrícula há 8 anos ou mais,
- Estarem livres de onus ou encargos,
- Em condições de circulação ou, não sendo o caso, tendo ainda todos os seus componentes,
- Serem entregues para abate numa entidade certificada para o efeito.

Refira-se que, paralelamente, a Peugeot Portugal mantém em vigor a campanha de incentivo ao abate, mas para compra de viaturas novas, lançada em Maio de 2008, ao abrigo da legislação em vigor.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

10 anos de avanço sobre a norma europeia

PSA Peugeot Citroën ultrapassou os 3 milhões de veículos HDi com FAP (Filtro de Partículas)

O Grupo PSA Peugeot Citroën acaba de produzir o veículo nº 3 milhões a ser equipado com Filtro de Partículas - um Peugeot 207 1.6 HDi - na fábrica de Poissy, em França. Criada quase 10 anos antes da entrada em vigor da futura norma Euro V (1), a tecnologia FAP da PSA Peugeot Citroën estabeleceu um novo padrão para os motores diesel na Europa.

A tecnologia FAP com aditivo, patenteada pela PSA Peugeot Citroën, foi lançada em première mundial em Maio de 2000, no Peugeot 607. Desde então foi progressivamente alargada às gamas das Marcas Peugeot e Citroën em todos os segmentos de mercado. Ao empenhar-se na sua disponibilização através das duas Marcas, o Grupo impulsionou a generalização do Filtro de Partículas, que foi criado para combater o principal inconveniente dos motores a diesel, as partículas.

Actualmente, 22 "famílias" de veículos do Grupo são equipadas com a tecnologia FAP, incluindo os Peugeot 1007, 207, 308, 407, 607, 807 e 4007 e os Citroën C2, C3, C4, C4 Picasso, C5, C6, C8 e C-Crosser. O conjunto constitui uma das gamas mais abrangentes ao nível dos construtores europeus. Os veículos comerciais ligeiros de ambas as marcas propõem também versões com FAP.

Melhorada ao longo dos anos, esta tecnologia com aditivo provou a sua eficácia a longo prazo em matéria de eliminação das partículas, independentemente da sua dimensão. O sistema actual com filtro Octosquare e aditivo de 2ª geração oferece aos automobilistas uma solução livre de manutenção.

A tecnologia de injecção directa Common Rail permitiu criar motores exemplares ao nível da redução de emissões de CO2 e por conseguinte de controlo do efeito de estufa. Ao serem completados com o FAP, estes motores HDi impuseram-se igualmente como os motores térmicos mais virtuosos do mundo em termos de redução das emissões poluentes e das partículas.

Hoje em dia, o Grupo aproveita esta experiência exclusiva para continuar a optimizar o sistema FAP e desenvolver sinergias de funcionamento com os dispositivos de redução dos óxidos de azoto, o maior desafio da futura directiva Euro VI, prevista para 2014. O Grupo está empenhado em garantir que os seus motores HDi vão ao encontro deste desafio importante, ao mesmo tempo que conjugam novas reduções de emissões de CO2 com a diminuição dos custos associados a estes dispositivos.