segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Resistência e reactividade da Peugeot em 2008

Vendidos 1.904.000* de veículos montados e conjuntos de peças separadas
Factos marcantes:
- Europa (18 países):
. Quota de mercado VP+VCL estável nos 7,3 %
. Bom desempenho da gama renovada VCL com uma penetração em alta de 0,7% pontos nos 9,4%
. Progressão notável da penetração na Alemanha (+0,1 pontos) e em Espanha (+0,8 pontos)
. Domínio e crescimento dos canais Particulares e Empresas

- Fora da Europa:
. Aumento das vendas (+83,4%) e da quota (+0,7 pontos) na Rússia
. Estabilidade das quotas de mercado na Europa central e oriental
. Aumento de 4,2% do número de matrículas no Mercosul
. Aumento das vendas de peças separadas para 291.000 unidades (+60,8%) e da quota de mercado no Irão (+1 ponto)

- Produtos:
. Comercialização do novo Partner, do Bipper, do 308 SW e do novo 407
. Bom desempenho do 308, permitiu à Peugeot progredir 0,3 pontos no segmento M1 europeu
. Liderança do 207 na Europa - 18 países (3º do mercado e 1º do segmento B), cujo número de matrículas atingiu as 414 000 unidades
. Liderança ambiental da Peugeot na Europa com 15,4% do mercado de veículos que emitem menos de 120 g de CO2
. Comercialização de uma nova silhueta do 207 na China e na América Latina

Peugeot resiste num ambiente económico bastante degradado

Num ambiente económico cuja degradação acelerou no segundo semestre de 2008, as vendas mundiais da Peugeot atingiram as 1.904.000 unidades, uma redução de 3,2% em relação a 2007.

As vendas mundiais de veículos montados ascenderam a 1.613.000, contra 1.786.000 em 2007, uma diminuição de 9,7%, justificada pela brusca contracção do mercado automóvel mundial que se verificou durante o último quadrimestre.

Em simultâneo, as vendas de conjuntos de peças separadas atingiram as 291.000 unidades, um aumento de 60,8% em relação ao ano anterior (181.000).

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Peugeot 3008

O Peugeot 3008 é um cross-over compacto e volúmico. Representa uma oferta nova e inovadora, não apenas no seio da gama Peugeot, mas também no conjunto do mercado automóvel actual.

Montado na unidade de Sochaux, no Este da França, o Peugeot 3008 apresenta um conceito e prestações baseados nos conhecimentos e em todos os valores da marca do Leão.

O 3008 posiciona-se no cruzamento de caminhos entre vários universos existentes: o dos SUV, o dos monovolumes ou, ainda, o das berlinas. Produto deste cruzamento de espécies vai buscar às suas origens os pontos mais fortes e adopta, paralelamente, algumas tecnologias inéditas (DynamicRolling Control, Grip Control,…) que lhe permitem conjugar prestações por vezes consideradas antagónicas (prazer de condução a bordo de um veículo"alto", motricidade melhorada, respeito pelo ambiente…).

Por esta síntese anti-conformista e pelas suas características de estilo, o 3008, concebido como um veículo de conquista, oferece soluções originais e uma polivalência óptima a clientes em busca de modernidade, de características práticas e de prazer de condução. Protector, multi-usos e valorizante, o Peugeot 3008, cross-over em todos os aspectos, explora novos territórios do automóvel.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Peugeot Portugal vende 22.682 viaturas e consolida posição no pódio nacional

Com o mercado automóvel nacional praticamente estagnado em 2008 (-0,5%), a Peugeot Portugal consolidou o 3º lugar do pódio, ao fechar o ano com uma penetração de 8,5% (Veículos de Passageiros e Comerciais Ligeiros), equivalente a 22.682 unidades comercializadas. A gama de Comerciais Ligeiros da Marca destacou-se ao aumentar a sua quota para 10,7% (5.920 unidades vendidas) num mercado em forte retracção de -19%.

A performance comercial da Peugeot em 2008, ano particularmente difícil e concorrencial para o sector automóvel, garantiu-lhe um posicionamento bem consolidado no mercado global português.

Ao nível dos Veículos de Passageiros, a marca comercializou um total de 16.762 viaturas, resultado assente particularmente no bom desempenho da gama 207, com 8.200 unidades vendidas (+20% face a 2007), e da berlina 308, que registou 3.092 vendas no primeiro ano completo de comercialização. A estes modelos junta-se o recente 308 SW, lançado em Junho último, e que já alcançou um total de 1.673 automóveis vendidos.

Dispondo em Portugal de uma gama de produtos cada vez mais abrangente, mesmo em segmentos muito específicos, a Peugeot viu novamente confirmado, em 2008, o seu papel como uma das marcas de referência. Uma posição que adveio também, em grande medida, da sua prestação no mercado dos Comerciais Ligeiros.

Com uma gama de Comerciais renovada e bem adaptada às necessidades dos clientes profissionais, a marca registou 5.920 unidades vendidas em 2008 e elevou a quota de mercado para 10,7%, contra 10,1% em 2007. O facto é tanto mais significativo quanto o mercado foi o que registou a maior queda em 2008 (-19%).

No conjunto, a performance de todos os Furgões Peugeot foi bastante positiva, tendo a gama Partner comercializado 1.800 veículos, a gama Expert 806 unidades e o Boxer 551 viaturas.

Bom foi também o desempenho do Peugeot Bipper, o mais recente e compacto entre os furgões da Marca. Lançado no início de 2008, veio inaugurar um novo segmento e acumulou 521 vendas.

Incentivo ao abate de veículos em fim de vida continua em 2009

Preponderante para a performance da Peugeot num ano fortemente concorrencial foi a campanha de apoio ao abate a viaturas em fim de vida. Ao abrigo desta iniciativa, a Marca encontrou dentro da sua gama soluções muito vantajosas para os clientes e dinamizadoras do mercado.

Esta campanha, associada aos apoios cedidos pelo Estado, continua a vigorar em 2009 nos mesmos moldes, aplicando-se a praticamente toda a gama Peugeot: 107, 207 (Berlina, SW e CC), 307 SW, 308 (Berlina e SW) e 407 (Berlina eSW).