segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Peugeot apresenta 908 HY

A Peugeot Sport apresentou, no decorrer da última etapa do campeonato Le Mans Series 2008, disputada no circuito de Silverstone, um demonstrador 908 HDi FAP, equipado com um sistema híbrido de recuperação de energia cinética. Com uma decoração específica cinzento prata, o 908 HY prefigura aquela que poderá vir a ser a próxima arma da Peugeot nas corridas de resistência, embora a sua exploração dependa do futuro regulamento das viaturas da categoria LMP1.

Esta tecnologia HY permite recuperar e armazenar uma parte da energia cinética do veículo durante as travagens. Numa viatura não híbrida, esta energia é perdida pela dissipação de calor nos travões. A energia disponibilizada deste modo permite a melhoria de rendimento através de duas formas:

- Pelo aumento de performances para a mesma energia consumida, ao utilizar a energia mecânica híbrida em suplemento do motor térmico,
- Pela redução do consumo, conservando prestações equivalentes graças à energia mecânica híbrida disponibilizada.

O sistema que equipa este demonstrador é composto por três elementos principais:
1. Um motor-gerador eléctrico com uma potência de 60 kW, situado no lugar normalmente ocupado pelo motor de arranque, e que é comandado pela caixa de velocidades através de uma sucessão de pinhões;
2. Baterias que permitem armazenar energia através de 600 células lítio-ião agrupadas em dez conjuntos, seis dos quais localizados no habitáculo no lugar da bateria de origem e quatro do lado esquerdo do fundo plano;
3. Uma electrónica de potência que permite gerir os fluxos de energia entre as baterias e o motor-gerador. A caixa de comando encontra-se localizada na parte traseira do guardalamas da frente esquerda.

O 908 HY pode mover-se de várias formas:
- exclusivamente em modo eléctrico (por exemplo, quando o veículo circula na linha de boxes),
- exclusivamente em modo térmico,

- utilizando as duas motorizações de forma combinada. Por exemplo, numa volta ao circuito de Le Mans, o sistema recupera energia durante vinte a trinta segundos. O piloto poderá utilizar esta energia:
1. sob a forma de um acréscimo de potência através de um boost de 60 kW (80 cv) suplementares durante cerca de 20 segundos em cada volta, ou automaticamente durante as acelerações mais fortes, ou ainda por solicitação do piloto, por exemplo, numa ultrapassagem («push to pass»)
2. sob a forma de uma redução do consumo, mantendo prestações equivalentes graças à energia mecânica híbrida disponibilizada, a qual pode ser estimada entre 3 e 5%.

Michel Barge, Director da Peugeot Sport: «A apresentação da tecnologia híbrida do 908 HDi FAP inscreve-se nos objectivos do nosso programa de resistência que envolvem, naturalmente, o desafio desportivo, mas também, enquanto construtor automóvel, a utilização da competição como um campo de pesquisa e desenvolvimento para a marca Peugeot. Deste modo, depois da inovação que representou a utilização da nossa técnica HDi FAP em competição, a introdução dos híbridos nas provas de resistência representaria para a Peugeot a oportunidade para colher uma extraordinária experiência com vista ao desenvolvimento dos veículos de série. Como é evidente, a utilização desta tecnologia nas provas de 2009 irá depender do regulamento que vier a ser editado pelo Automobile Club de l’Ouest.»

Sem comentários: