terça-feira, 15 de julho de 2008

Peugeot 407: O prazer sempre renovado…

Os 407 berlina e SW fizeram a sua aparição em 2004 e rapidamente se impuseram como uma proposta vencedora no muito disputado segmento médio superior, que representa um desafio estratégico para um construtor generalista.

Com efeito, o sucesso da gama começou a construir-se com ambas as silhuetas, cujo carácter muito forte agitou o “convencional” que acompanha muitas vezes neste segmento a berlina autêntica e a break orientada para o volume e a funcionalidade.

No mercado português, a boa aceitação do modelo evidenciou-se de imediato com a berlina. Após o lançamento em Abril de 2004, tornou-se nesse ano a berlina mais vendida do segmento, com uma quota de 15,4%. Alguns meses depois surgiu o 407 SW, que ampliou esse sucesso ao transformar-se na carrinha mais vendida do segmento em 2005, com uma penetração de 16,7%.

No final de 2005 surgiu a terceira silhueta plena de raça: o 407 Coupé, inspirado no Grande Turismo contemporâneo e com um comportamento em estrada de excepção.

Até ao momento, o conjunto das três silhuetas da gama 407 já seduziu mais de 10.200 clientes do segmento médio superior português. Na repartição por silhuetas, o 407 SW é naturalmente o mais representativo ao chamar a si 56% das vendas, cabendo à berlina 42% e os restantes 2% ao Coupé. No que se refere a combustíveis, o diesel impera com uma percentagem superior a 99%.

Para fazer vingar a sua gama média superior neste exigente segmento, a Peugeot concebeu o 407 de modo a responder a uma clientela atenta aos valores automóvel, sensível à estética, apaixonada pelo conteúdo tecnológico, em busca do prazer de condução, tanto na berlina como no SW, e, no caso deste último, com a liberdade de dedicar a sua utilização ao lazer, em família ou entre amigos, ou à actividade profissional.

Como resultado, até final de Abril de 2008, 753.741 Peugeot 407 tinham saído da fábrica de Rennes, o centro de produção dos veículos construídos com base na plataforma 3 do grupo PSA Peugeot Citroen, com destino a 130 países: 487.676 berlinas, 236.529 SW e 29.536 coupés.

Sem comentários: