sexta-feira, 30 de maio de 2008

Peugeot lança campanha de incentivo ao abate de veículos em fim de vida

A Peugeot acaba de lançar em Portugal uma campanha de apoio ao abate a viaturas em fim de vida, que concede aos clientes importantes incentivos, até 5.000€, para aquisição do seu novo automóvel. Estes valores são válidos na compra de uma viatura nova dos modelos 107, 207 (Berlina, SW e CC) ou 307 (SW e Break).

Os proprietários de viaturas de passageiros com 10 anos ou mais, que entreguem o seu automóvel antigo para abate, de acordo com a legislação em vigor, beneficiarão de condições muito preferenciais se adquirirem um destes novos Peugeot, até ao final do mês de Junho.

Esta iniciativa da Peugeot visa contribuir para a renovação do parque automóvel e contempla incentivos para os clientes, que ultrapassam substancialmente o apoio concedido pelo Estado para o abate de viaturas em fim de vida.

Ao aderirem a esta campanha da Peugeot Portugal e dos seus Concessionários, em vigor até ao dia 30 de Junho de 2008, os clientes poderão usufruir, a um excelente preço, de um automóvel novo, mais seguro, económico, e sobretudo menos nocivo para o meio ambiente.

Esta iniciativa da Peugeot enquadra-se no programa ambiental Blue Lion (1), que reúne o conjunto das acções empreendidas pela Marca ao longo de vários anos a favor da protecção ambiental, e define, por exemplo, os requisitos que cada modelo Peugeot deve cumprir para receber a classificação Blue Lion.

Empenhada em trabalhar há anos, e de forma permanente, com vista à redução das emissões de CO2 e à melhoria da qualidade do ar através do desenvolvimento de novas tecnologias, a Marca dá agora mais um passo no nosso País, em direcção a esse objectivo através desta campanha de incentivo à renovação do parque automóvel.

Refira-se, a este propósito, que os automóveis Peugeot são concebidos e produzidos de forma a serem recicláveis a 95% (reciclagem e valorização energética) em fim de vida.

Mais informações sobre o programa Blue Lion em www.peugeot.pt.

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Peugeot 207 ultrapassou um milhão de viaturas fabricadas

A confirmar o êxito generalizado do modelo, o Peugeot 207 transpôs
já a fasquia de um milhão de veículos produzidos, decorridos menos
de dois anos após o seu lançamento comercial, na Primavera de
2006.


Comercializado em mais de cem países, o 207 alcançou os 521.000 veículos
vendidos em 2007, o primeiro ano completo de comercialização, tendo
ultrapassado em mais de 20.000 unidades o seu objectivo de vendas
mundiais estabelecido para esse ano.

O 207 lidera o segmento B na Europa

Com 440.000 veículos matriculados na Europa, no ano passado, o 207
lidera o segmento B europeu, que representa cerca de um terço do mercado
total. Além disso, é um dos segmentos mais competitivos com mais de 70
modelos comercializados.

No mercado dos coupés cabriolets, o 207 CC seguiu as pisadas do 206
CC, liderando também o seu segmento
, com mais de 45.000 veículos
vendidos em 2007. Nos primeiros meses de 2008, o 207 mantém o mesmo
ritmo de vendas e confirma a liderança na Europa.

Em Portugal, a carreira comercial do 207 é igualmente auspiciosa e a boa
aceitação por parte dos clientes nacionais permitiu-lhe alcançar já as
13.000 unidades vendidas desde o lançamento. Beneficiando de
qualidades de produto de referência e, particularmente, da gama mais
completa do segmento, em Fevereiro último o 207 foi líder do segmento
B com uma quota de 12,6%.

De destacar que esta performance assenta no sucesso individual de cada
uma das silhuetas disponíveis para os clientes. Primeiro elemento da família
a ser comercializado, a berlina representa 84% das vendas, enquanto
que o 207 SW, conceito criado pela Peugeot e particularmente bem
adaptado ao mercado português já representa perto de 11% das vendas,
apesar do seu lançamento ter ocorrido apenas em Julho de 2007.

À semelhança da Europa, o 207 CC foi o coupé cabriolet mais vendido
em Portugal no ano passado
, liderando o respectivo segmento com 15%
de penetração. Prometendo ser outro caso de sucesso entre os coupés
cabriolets da Marca, o 207 CC reivindica, até ao momento, cerca de 5%
das unidades comercializadas.


Um sucesso baseado numa ampla gama …

Em menos de dois anos, a Peugeot colocou no mercado a maior gama do
segmento B, propondo um 207 adaptado às necessidades de cada um,
graças às suas diferentes versões e características muito específicas.

De Abril de 2006, data do lançamento do 207 berlina, de três e cinco
portas, a Novembro de 2007, para o 207 SW Outdoor, a gama ficou mais
rica a um ritmo sustentado:

- Abril de 2006: berlina três e cinco portas
- Setembro de 2006: 207 1.6 THP, motor a gasolina com
turbocompressor e injecção directa, resultado da cooperação PSA
Peugeot Citroën – Grupo BMW.
- Fevereiro de 2007: 207 CC
- Abril de 2007, 207 RC
- Julho de 2007: 207 SW
- Novembro de 2007: 207 SW Outdoor.

Estas versões estão associadas quer a motores a gasolina de última
geração, quer a motores diesel de sucesso reconhecido. Estas motorizações
tornaram-se numa referência no que toca a prestações, quer em termos de
desempenhos, prazer de condução e versatilidade, quer também em termos
de eficácia ambiental, graças aos consumos e às emissões de CO2
reduzidas.

Dispositivo industrial repartido por três unidades de produção
europeias

O 207 é fabricado em três unidades repartidas pela Europa, ao ritmo de
2500 veículos por dia. Da unidade de Poissy, situada na região
parisiense, saem os 207 de três e cinco portas, os 207 RC, os 207 SW, bem
como as versões Outdoor e RC.

A unidade de Trnava, na Eslováquia, produz, desde 2006, as versões 207
de três e cinco portas; a de Madrid, em Espanha, fabrica o 207 CC e
também os 207 de três e cinco portas.

Vida agitada também na competição automóvel

O 207 Super 2000 arrecadou, desde 2007, dois campeonatos (títulos de
construtores e pilotos) no Intercontinental Rally Challenge (IRC), bem como
os títulos nacionais em Portugal e na Polónia. Em 2008, além de Portugal, o
207 Super 2000 está inscrito em várias competições na Bélgica, Espanha,
Hungria, Itália, Polónia e Suécia.

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Pedro Lamy e Bruno Magalhães em sessão de autógrafos no Salão de Lisboa

Amanhã, dia 3 de Maio, Pedro Lamy e Bruno Magalhães, os pilotos
oficiais e vitoriosos da Peugeot, estarão presentes no Salão Internacional
do Automóvel para uma sessão de autógrafos, que decorrerá às 18h00,
no stand Peugeot, no pavilhão 3 da FIL.

Esta constituirá uma excelente oportunidade para Pedro Lamy,
vencedor das Le Mans Series 2007 com o 908 HDi FAP, e o Campeão
Nacional de Ralis, Bruno Magalhães, que estará acompanhado pelo
navegador Mário Castro, contactarem de próximo com os seus
adeptos.

Apresentação nacional do Peugeot 308 SW

Oito novidades brevemente no mercado nacional
A Peugeot Portugal apresenta-se repleta de novidades no Salão
Internacional do Automóvel de Portugal, com um destaque muito
especial para a revelação em “primeira mão” do Peugeot 308 SW
perante o público nacional.
Numa área total de 2.500 m2, os visitantes do Salão Automóvel de Portugal
poderão descobrir nada menos do que 36 veículos representativos da gama
actual da Peugeot, bem como das novidades que a Marca lançará brevemente
em Portugal. Estes modelos são acompanhados, naturalmente por três
espectaculares concepts e pelos carros de competição dos pilotos Pedro Lamy
e Bruno Magalhães.
Mas nesta demonstração do dinamismo da Marca, o novo Peugeot 308 SW,
que é revelado pela primeira vez aos portugueses neste Salão, dois meses
antes do seu lançamento, é a atracção principal. Este novo modelo da gama
308 constitui, de facto, o lançamento mais importante da Peugeot em
2008 e chegará até nós no próximo mês de Junho.
Estando representado por seis unidades, todos os visitantes poderão analisar
detalhadamente o modelo que sucederá aos bem sucedidos 307 SW e 307
Break.
A evolução do conceito SW
Maior e com novos equipamentos, o 308 SW mantém todos os trunfos do seu
antecessor, mas melhora-os em praticamente todos os aspectos. É este o caso
do tecto panorâmico de maior dimensão (um dos maiores do mundo
automóvel e com + 30 cm de comprimento face ao 307 SW), que introduz uma
importante luminosidade a bordo, da possibilidade de transportar até sete
ISP.SUP.07.01.02
2/6
pessoas e da grande modularidade interior, já que todos os bancos são de
correr, inclináveis, rebatíveis, retiráveis, permutáveis entre si ou
deslocáveis para a terceira fila.
A juntar a esta versatilidade, o modelo introduz ainda a possibilidade de aceder
à bagageira pela forma tradicional ou abrindo apenas o óculo traseiro.
O 308 SW destaca-se pelo ambiente de muito conforto, que resulta não só da
vasta luminosidade, mas particularmente do grande salto qualitativo em
termos de construção e dos materiais utilizados.
No que respeita a dimensões, é também maior do que o 307 SW, tendo um
comprimento de 4,50 m (+ 71 mm), uma largura de 1,815 m (+51 mm) e
uma altura optimizada de 1,564 m (- 16 mm). Daqui resulta uma melhor
habitabilidade e comportamento em estrada, níveis elevados de segurança,
bem como maior capacidade de carga, já que a bagageira cresceu para
oferecer, com a chapeleira colocada, até 674 litros (573 dm3 VDA) de volume
de carga.
Também ao nível das motorizações, o 308 SW pretende corresponder a uma
clientela tão ampla quanto possível, oferendo por isso três motores a
gasolina e quatro motores diesel HDi, três dos quais equipados com filtro
de partículas (FAP):
Oferta a gasolina:
- 1.4 95 cv (70 kW), 136 Nm, caixa manual de 5 velocidades
- 1.6 120 cv (88 kW), 160 Nm, caixa manual de 5 velocidades
- 1.6 THP 150 cv (110 kW), 240 Nm, caixa manual de 6 velocidades
Oferta diesel HDi:
- 1.6 HDi 90 cv (66 kW), 215 Nm, caixa manual de 5 velocidades
- 1.6 HDi FAP 110 cv (80 kW), 240-260 Nm, caixa manual de 6 velocidades
- 2.0 HDi FAP 136 cv (100 kW), 320-340 Nm, caixa manual de 6 velocidades
- 2.0 HDi FAP 136 cv (100 kW), 320-340 Nm, automática de 6 velocidades
Em suma, constituindo um dos lançamentos mais importantes do sector
automóvel neste primeiro semestre, o 308 SW tem como objectivo responder
às mais diversas expectativas e situações de vida dos seus utilizadores,
proporcionando os prazeres de condução de uma berlina, sem fazer qualquer
concessão no que respeita às necessidades mais racionais de habitabilidade,
modularidade e volume.
ISP.SUP.07.01.02
3/6
Mas o 308 SW não está isolado no campo das novidades da gama 308. Em
destaque surgem também duas berlinas 1.6 HDi de 110 cv equipadas com as
novas caixas de 6 velocidades, uma pilotada e outra manual.
As outras revelações
· O novo Peugeot Partner
Este Salão Automóvel corresponde também à primeira aparição nacional do
novo Partner, quer na versão de Passageiros, quer do Furgão.
A variante Furgão, exposta através de uma unidade do nível Confort
animada pelo motor 1.6 HDi de 90 cv, define-se como um veículo diferenciador
face ao antecessor e perfeitamente adaptado às actuais exigências de
qualidade, robustez, eficácia e profissionalismo dos seus clientes.
Com um volume de carga de 3,3 m3 o Partner Furgão oferece prestações de
carga que constituem uma referência no segmento dos furgões compactos.
Em simultâneo com o Partner Furgão, a Peugeot lançará o novo Partner
Tepee de Passageiros. Oferecendo um nível de prestações excepcional para
o segmento, o novo Partner Tepee surge ainda melhor adaptado à acção e ao
lazer, com um estilo muito expressivo, uma modularidade acrescida com os
três bancos independentes da fila 2 e o novo tejadilho vidrado multifunções
Zénith.
Este novo elemento da família Tepee da Peugeot está representado por uma
viatura da versão Outdoor, equipada com a motorização 1.6 HDi de 110 cv.
· Bipper Tepee Outdoor
Ainda no capítulo das estreias nacionais, a Peugeot apresenta igualmente o
Bipper Tepee Outdoor animado exclusivamente pela motorização 1.4 HDi 70
cv, cujo lançamento nacional ocorrerá no Verão de 2008.
Resposta original da Marca ao ambiente urbano com cada vez maiores
constrangimentos, este é um veículo compacto, prático e manejável, que
oferece, em apenas 3,96 m de comprimento, 5 verdadeiros lugares e uma
bagageira de grande capacidade.
ISP.SUP.07.01.02
4/6
Aos trunfos “chave”, como o carácter prático e compacto, a modularidade,
simplicidade e polivalência de utilização, a versão Outdoor acrescenta um
conjunto de equipamentos que lhe permitem diferenciar-se a nível do design e
acentuar uma vocação ainda mais direccionada para o lazer e as incursões
naturais.
· 308 XA
Neste salão automóvel, os profissionais ficarão também a conhecer a próxima
proposta que a Peugeot colocará ao seu serviço. Depois de consolidar a sua
presença no segmento M1, a Peugeot prepara-se para apostar na versão
Derivado de Passageiros do bem sucedido 308.
Destinado aos clientes que dão uma utilização profissional à sua viatura, mas
não dispensam o prazer de condução de uma berlina, o 308 XA associa a mais
valia do amplo espaço de carga à elevada qualidade, ao exímio conforto de
utilização e de vida a bordo do 308 de passageiros.
No 308 XA, o habitáculo proporciona o topo do conforto, enquanto as formas
rectas do compartimento de carga deixam adivinhar uma exploração fácil e
prática do avantajado volume de 1,1 m3.
No salão de Lisboa, o modelo é representado por uma unidade animada pelo
motor 1.6 HDi de 90 cv.
· 407 SW com série especial Navteq
“Piscar de olho” às novas tendências tecnológicas, a Peugeot acrescenta mais
um equipamento de topo, e exclusivo no segmento, ao 407 SW, através da
série especial 407 SW Navteq. Agora, esta série especial destaca-se por
propor, em qualquer das motorizações diesel, um sistema de DVD de
alta-definição, composto por dois LCD Alpine de 5,8’’ Wide, integrados nos
encostos de cabeça dianteiros, dois auscultadores sem fios para os lugares
traseiros e um leitor de DVD com comando.
Sinónimo já reconhecido de uma excelente relação preço/equipamento o 407
SW Navteq fica assim ainda mais tecnológico e atractivo para os clientes, já
que este pacote de equipamento não representa um acréscimo de preço
relativamente às versões Navteq.
ISP.SUP.07.01.02
5/6
O lugar aos Concepts
A Peugeot tem vindo a desenvolver, desde há vários anos, uma verdadeira
cultura do “concept car”. Aqui o destaque obrigatório vai para o “308 RC Z”,
cujo anúncio mundial de passagem à produção em série ocorreu na passada
quinta-feira, em Lisboa.
· “308 RC Z”: Sonho transformado em realidade
Incarnação do prazer automóvel segundo a Peugeot, o “308 RC Z” tem
suscitado sonhos e emoções desde que foi revelado no último Salão de
Frankfurt. Finalmente surgiu a confirmação de que este coupé 2+2, tri-corpo,
de estilo moderno, original e bem proporcionado, dará origem a um modelo de
série.
O 308 RC Z é movido por um motor 1.6 THP resultante da cooperação entre a
PSA Peugeot Citroën e o Grupo BMW, que desenvolve aqui 160 kW (218 cv).
Caracteriza-se por uma incrível suavidade de utilização, graças a um binário
máximo de 280 Nm disponível a partir de regimes muito baixos (ou mesmo
300 Nm, graças à função overboost). Estes valores asseguram-lhe um
brilhantismo notável em qualquer circunstância.
· Flux: vencedor do concurso de design Peugeot
O Flux é o projecto desenhado pelo jovem designer romeno Mihai Panaitescu,
que venceu a 4ª edição do concurso de design Peugeot. Trata-se de um
roadster que evoca, de forma evidente, um universo automóvel na sua
dimensão mais essencial.
O desenho e as formas do Flux, associados à utilização de materiais como o
policarbonato ou o alumínio, sugerem um peso reduzido. Com um
comprimento de 3,5 m, o Flux apresenta proporções e dimensões ideais, que
contribuem também para uma grande eficácia.
Além disso, graças à motorização a hidrogénio, o Flux dispõe de uma relação
peso/potência particularmente propícia a um comportamento exemplar. Por
outro lado, com a sua pilha de combustível, o Flux dispõe de uma motorização
cuja única emissão é de vapor de água, revelando-se perfeitamente em linha
com o desafio ambiental relacionado com a redução das emissões de gases
com efeito de estufa!
ISP.SUP.07.01.02
6/6
· Expert Tepee, o táxi do futuro
Apresentado no Festival Internacional dos Táxis, que se realizou em Lisboa,
em Setembro de 2007, o protótipo Expert Tepee Taxi do Futur regressa a
Portugal para exibição no salão automóvel.
Trata-se de um demonstrador original, que explora as últimas inovações nos
domínios da multimédia e das telecomunicações para oferecer serviços inéditos
e facilitar a vida de taxistas e seus clientes.
Entre outros equipamentos, este concept car está equipado com conteúdos
áudio e vídeo, um ecrã plano de vinte polegadas, um amplificador Hi-Fi, um PC
multimédia (CarBox) e tomadas de 230 V para permitir ligações a
computadores portáteis e oferecer múltiplas funcionalidades aos ocupantes:
ver televisão e ouvir rádio através de emissões praticamente do mundo inteiro,
obter informações sobre o local que visita, divertir-se com jogos de vídeo,
consultar a Internet, ver emails, visualizar fotos e vídeos, etc.
Competição, Paixão, Vitória
· 207 S2000
Directamente dos troços nacionais surge o 207 S2000, a máquina de
competição da Peugeot Sport Portugal, com a qual Bruno Magalhães se sagrou
Campeão Nacional Absoluto de Ralis no ano passado e, após duas vitórias,
lidera de forma destacada o campeonato deste ano.
· 908 HDi FAP
Nos palcos das corridas de resistência e velocidade, a Peugeot conta com o
908 HDi FAP, máquina que tem o desafio de vencer a prestigiosa prova das 24
Horas de Le Mans, e que já permitiu ao piloto Pedro Lamy e à Peugeot Sport
vencer as Le Mans Series 2007.