quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Ford Mondeo 2.5i Turbo Titanium SW

O Diesel domina o mercado, isto já não é notícia. Mas, provavelmente, nem todos os que compram automóveis com motores Diesel são seus fãs e alguns haverá que por isso mesmo nem sequer os compram.

Para estes, a Ford tem na Mondeo 2.5T SW uma alternativa. Se a Mondeo SW está na sua mira e se prefere os motores de ciclo Otto, esta versão equipada com um cinco cilindros em linha turbocomprimido – conhecido do Focus ST e do S-Max – pode ser uma opção. Mas não esteja à espera de uma versão desportiva.

As prestações absolutas até nem são más mas a maneira como são obtidas acaba por as fazer parecer menos impressionantes. Claro que o peso de 1,6 toneladas tem aqui um papel importante, mas o carárter geral vai para a suavidade, tanto na entrega de potência como em tudo o resto. A suspensão, com regulação electrónica do amortecimento, pode ser acertada em três porisções: Normal, Comfort e Sport.

Em cidade, a segunda é claramente a preferida, por fazer pensar que as ruas até não estão assim tão más. Mas em autoestrada, a posição Comfort deixa a carroçaria oscilar demais, sendo preferível usar a posição Sport, idem para traçados sinuosos, onde assim vem ao de cima o rigor e eficácia com que esta plataforma lida com as curvas.

Do motor pode dizer-se que não esconde em demasia o som típico dos cinco cilindros, apesar de ser muito silencioso. Mas o seu ponto franco são os consumos. Se, em estrada, a velocidades moderadas constantes, os valores medidos pelo Autohoje ainda são aceitáveis, já em cidade, os 14,2 l/100 Km se mostram exagerados, sobretudo tendo em conta que foram obtidos numa condução sem nenhum tipo de excesso, apenas seguindo o fluxo do trânsito normal, como é norma cá da casa.

De resto, a Mondeo SW tem na habitabilidade traseira e na capacidade da mala bons trunfos, tal como na qualidade dos interiores. Mas é preciso estar muito zangado com os motores Diesel, porque esta está longe de ser uma escolha racional, nos dias que correm. Até pelo preço que custa: 50 490 euros, em parte, uma cortesia dos impostos portugueses…

in Auto Hoje

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Peugeot 308 chegou!

O Peugeot 308 chega ao mercado nacional. Tendo como ambição tornar-se referência de qualidade entre as berlinas compactas, o 308 melhora praticamente cada ponto do seu antecessor e reúne os ingredientes capazes de seduzir os clientes do segmento mais importante do mercado. Está disponível em Portugal a partir de 19.630 €.


Estrela maior de um ano particularmente rico em novidades da Marca, o 308 é o primeiro modelo de série a inaugurar a geração “8” da Peugeot e constitui o lançamento mais importante da Peugeot Portugal em 2007. Este modelo sucede à berlina 307, que alcançou um sucesso magnífico, com mais de 3 milhões de viaturas comercializadas em seis anos, 21.500 das
quais em Portugal.


Sendo uma aposta primordial para a Peugeot, o novo 308 retoma o conceito de arquitectura semi-elevada lançado com o 307, mas oferece prestações optimizadas e melhora em todos os níveis as características reconhecidas a este tipo de silhueta. A aspectos de referência como a habitabilidade, a visibilidade, a luminosidade e as dimensões compactas, o 308 adiciona uma
qualidade de alto nível, prestações acrescidas e um estilo afirmado, formando um conjunto com grandes objectivos comerciais.


Desde o início, a ambição da Peugeot consistiu em oferecer um 308 que levasse mais longe as grandes linhas de força do sucesso do 307, melhorando cada ponto do veículo. A experiência adquirida nesta arquitectura e os avanços tecnológicos realizados pela Marca permitiram criar
um modelo de nova geração

Bipper: compacto e astuto…

O Bipper é uma nova oferta da Peugeot no mercado dos veículos destinados a uma utilização profissional, particularmente bem adaptada às exigências urbanas. Simultaneamente compacto (3,86 m de comprimento) e com um amplo volume de carga (2,5 m3 de capacidade), esta proposta inovadora vem completar a gama de veículos comerciais da Peugeot, cuja renovação total se iniciou em Junho de 2006 com o Boxer.


O Bipper destina-se aos profissionais que procuram um veículo ágil, maneável e passível de ser estacionado em qualquer local. Graças às portas traseiras de batente assimétricas, bem como às portas laterais de correr, os utilizadores do Bipper poderão carregar ou descarregar as suas
mercadorias de forma fácil, mesmo nos lugares mais estreitos.


Este novo modelo é equipado com a motorização 1.4 HDi de 50 kW (70 cv), reputada pelas suas virtudes em termos de economia e de respeito pelo ambiente, dadas as suas reduzidas emissões.
Pela qualidade do seu comportamento dinâmico, pelas suas linhas modernas, pela sua robustez, pelo seu conforto, pelo seu volume modulável e pelo seu reduzido custo de utilização, o Bipper prepara-se para ocupar um papel importante no espaço urbano.

Festa Apoteótica Ferrari

Nada menos do que quatro dias foi quanto durou o apogeu das celebrações dos 60 anos da Ferrari. Para o efeito, a marca elegeu a região de Modena (sua cidade natal, onde se encontram as suas fábricas e um dos circuitos que são sua propriedade - Fiorano) e estabeleceu um programa recheado de acontecimentos.

Se o primeiro dia foi dedicado à imprensa, a partir de sexta-feira os seus clientes também foram chamados a participar, com o epílogo a ocorrer no fim--de-semana, durante o qual houve tempo para realizar o primeiro concurso de elegância organizado pela marca do cavallino rampante, uma exibição de monolugares de F1 de várias épocas (alguns conduzidos por vários dos seus mais afamados pilotos), um desfile de mais de mil viaturas, conduzidas pelos seus próprios proprietários, e, ainda, um leilão das peças que foram oferecidas à Ferrari pelos 42 países dos cinco continentes através dos quais, nos últimos meses, foi passando a caravana que marcou a efeméride, e cuja receita (mais de 220 mil euros) reverteu para as clínicas pediátricas de Bolonha e de Modena. Não esquecendo a revelação do 612 Scaglietti Sessanta, edição especial do quatro lugares da Ferrari criada para comemorar esta data.

Descrever as emoções vividas durante estes quatro dias não é tarefa fácil. Destaca-se a presença de Piero Ferrari (filho do fundador, sempre ao volante do seu Enzo...) e pilotos como Michael Schumacher, Niki Lauda, Kimi Raikkonen, Felipe Massa, René Arnoux, Jean Alesi, Jody Scheckter, Ivan Capelli, Andrea de Adamichi, Gerhard Berger ou Luca de Badoer.

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

A Fiat e a PSA Peugeot Citroën lançam um novo conceito de comercial compacto e económico


Sérgio Marchionne, Administrador Delegado da Fiat, Christian Streiff, Presidente do Grupo PSA Peugeot Citroën, Mustafa V. Koç, Presidente da Holding & Tofas e Ali Pandir, Presidente da Tofas, inauguraram hoje na fábrica da Tofas, de Bursa (Turquia), uma linha de produção destinada a um novo tipo de comercial de entrada de gama.

Estes novos comerciais foram desenvolvidos em conjunto pela Fiat, PSA Peugeot Citroën e a Tofas. Estes comerciais constituem uma oferta totalmente inédita no mercado das furgonetas devido ao seu tamanho, às suas prestações e ao seu estilo.

De dimensões exteriores reduzidas, 3,86 metros de comprimento, estes furgões compactos surpreendem pelas dimensões interiores optimizadas, oferecendo um volume de carga de 2,5 m3. O espaço de carga pode ser aumentado para 2,8 m3 e o comprimento útil pode atingir 2,5 m graças a um lugar de passageiro escamoteável.

Funcionais, estes veículos dispõem de um espaço de carga cúbico cujo acesso é facilitado pelas portas traseiras de batente e laterais deslizantes de grandes dimensões e um limiar de carga de altura óptima.

A cabine moderna, espaçosa e luminosa, privilegia tanto os aspectos práticos e funcionais como a ergonomia, o bem-estar e o conforto para uma utilização profissional intensa. Os equipamentos de conforto, como a direcção assistida, e de segurança, como o ABS ou o airbag do condutor, são de série. Estão também disponíveis muitos outros equipamentos característicos de segmentos
superiores como, por exemplo, a ajuda ao estacionamento, o fecho autónomo da cabine, o espaço de carga…

As motorizações gasolina e diesel comprovadas, económicas em carburante e respeitadoras do ambiente (119 g de CO2/km nas motorizações diesel), contribuem para um custo de utilização vantajoso.

A comercialização destes veículos sob a designação de Fiat Fiorino, Citroën Nemo e Peugeot Bipper, vai decorrer a partir do final de 2007.