quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007

4º Concurso de Design Peugeot

Animado pela intenção de conceber um automóvel que proporcionasse um prazer múltiplo a cada um dos seus ocupantes, Mihai Panaitescu, de origem romena, estudante de design em Turim (Itália), criou o Flux, o projecto vencedor da 4ª edição do
Concurso de Design Peugeot.

Com os seus 20 anos, Mihai Panaitescu é o mais jovem laureado do Concurso de Design Peugeot. Propôs um projecto – o Flux – que se inscreve em perfeita harmonia com o seu ambiente e incarna o veículo prazer que se adapta a diferentes cenas de vida.

Com efeito, o Flux está particularmente à vontade no meio urbano. O seu carácter compacto assegura-lhe uma grande facilidade de deslocação. O seu estilo clássico, que alia desportividade e modernidade, inscreve-o perfeitamente no tecido urbano. A sua motorização assegura-lhe um silêncio de funcionamento absoluto. O Flux demarca-se sem ostentação!

Mas o Flux é também o automóvel do prazer nos grandes espaços. A sua capacidade para cobrir longos trajectos não oferece qualquer dúvida! Assente sobre grandes rodas, o Flux proporciona aos dois ocupantes um conforto postural – bancos envolventes com múltiplas regulações –, ergonómico – o posto de condução agrupa as funções essenciais da condução – e estético – desenho muito simples, fonte de serenidade –,
independentemente da distância a percorrer.

Finalmente, o Flux é um veículo tecnológico, dada a sua motorização não poluente que se apoia numa pilha de combustível, os meios de comunicação disponíveis a bordo ou a iluminação muito eficaz que recorre à utilização de leds.

O Flux impôs-se logicamente como a viatura P.L.E.A.S.E. pela sua originalidade, a qualidade da sua apresentação e a sua coerência com o tema.

Sem comentários: