segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Poder de sedução mais acessível

Símbolo do prazer de condução em estado puro, segundo a Peugeot,
o 407 Coupé acaba de receber o motor 2.0 HDi FAP de 136 cv.
Veículo topo de gama, de estilo exclusivo e muito valorizante, o
Coupé da Peugeot passa agora a contar com esta nova motorização
HDi, que em Portugal está disponível por 40.980 €, sendo por isso
particularmente indicada para seduzir uma clientela mais alargada.
Desde o lançamento do 407 Coupé em Portugal, em finais de 2005, o
motor V6 HDi FAP representou sempre a “parte de leão” do mix de vendas
(93 %), traduzindo assim a forte expectativa dos clientes de coupés topo
de gama, que querem ver associado o conceito de exclusividade aos
benefícios dos motores diesel HDi (prestações dinâmicas de primeira ordem
e custos controlados).
A partir de agora a gama diesel do 407 Coupé passa a contar com um
segundo motor, o 2.0 HDi FAP, associado a uma caixa de velocidades
manual de 6 relações, que desenvolve uma potência máxima de 136 cv
(100 Kw) e um binário máximo de 320 Nm, que pode atingir 340 Nm
com o overboost.
Com o seu binário generoso, disponível desde os mais baixos regimes, e a
potência plenamente satisfatória, o 2.0 HDi combina perfeitamente com as
prestações dinâmicas de alto nível oferecidas pelo chassis e as ligações ao
solo do 407 Coupé.
Eficaz na estrada, este Coupé reivindica também uma excelente eficácia
ambiental no seu segmento. O conteúdo tecnológico do motor e a
consequente disponibilidade de binário a baixo regime permitem um
consumo de combustível controlado, 5,9 litros/100 km em ciclo misto, o
que representa 156g/km de emissões de CO2.
Deste modo, o motor 2.0 HDi FAP 136 cv permite ao 407 Coupé garantir
uma excelente síntese entre o preço de venda, os custos de utilização e as
prestações de topo do veículo.
2/5
Além disso, o cliente beneficia ainda do espírito “Grande Turismo
quotidiano” do 407 Coupé, pelo seu estilo estatutário e pleno de raça, o
comportamento de referência, o conforto de alto nível, e a qualidade de vida
a bordo particularmente refinada.
Comportamento dinâmico
O motor 2.0 HDi confere ao 407 Coupé boas recuperações, suavidade a
baixo regime e um prazer de condução apreciáveis. Apenas com o condutor
a bordo, bastam 32 segundos para percorrer os 1000 m de arranque,
e a recuperação de 80 a 120 km/h em 5ª velocidade faz-se em 10,1
segundos. A velocidade máxima, atingida em 6ª velocidade, é de 208
km/h.
Principais características técnicas
407 Coupé
MOTOR DW10BTED4-Euro4
Cilindrada (cm3) 1.997
Potência máxima em kW (cv) / regime (rpm) 100 (136) / 4.000
Binário máximo (Nm) / regime (rpm) 320-340* / 2.000
PNEUS
Dimensões 215 / 55 R17W
Perímetro de rolamento (m) 2,037
TRANSMISSÃO
Caixa de velocidades ML6C/L
Relação final 17/71
Descida -
Velocidade (km/h) por 1.000 rpm em 1ª 8,57
em 2ª 16,42
em 3ª 26,10
em 4ª 36,79
em 5ª 45,23
em 6ª 54,75
PERFORMANCES
Velocidade máxima (km/h) 208
Acelerações (só com o condutor / ½ carga útil):
0 – 400 m (s) 17,2 / 17,7
0 – 1.000 m (s) 32,0 / 32,8
0 – 100 km/h (s) 10,1 / 11,0
Recuperações (só com o condutor / ½ carga útil):
80 – 120 km/h em 5ª (s) 10,1 / 11,3
80 – 120 km/h em 6ª (s) 14,0 / 16,0
CONSUMOS (l/100 km – g/km)
ECE (consumo urbano) 7,8
EUDC (consumo extra urbano) 4,8
Misto 5,9
CO2 (g/km) 156
PESO
Em vazio – atestado (kg) 1.575
3/5
Ligações ao solo
O 407 Coupé é unanimemente apreciado pelo comportamento seguro em
estrada, que transmite confiança, proporciona prazer de condução e uma
segurança de elevado nível:
· O trem dianteiro, do tipo duplo triângulo de articulação desalinhada,
contribui para uma excelente precisão da direcção,
· O trem traseiro multibraço garante um comportamento rigoroso de
cada roda, independentemente das circunstâncias.
Estes dois trens utilizam uma elevada proporção de alumínio, determinante
para as suas performances mecânicas e para o seu reduzido peso. Assim
sendo, as únicas evoluções que houve necessidade de realizar na adaptação
do motor 2.0 HDi envolveram as alturas das molas em vazio, que foram
adaptadas ao novo peso do veículo, de modo a manter a mesma atitude do
automóvel em andamento.
O 407 Coupé 2.0 HDi é equipado com jantes de alumínio de 17” e pneus
215/55 R17W.
A travagem, largamente dimensionada, recorre, como acontece em toda a
gama, a discos de 330 x 30 mm à frente e 290 x 12 mm atrás.
O dispositivo é completado por um sistema de anti-blocagem de rodas, por
uma repartição electrónica de travagem com gestão roda por roda e por
uma assistência à travagem de emergência. Um sistema ESP (Electronic
Stability Program) de última geração corrige qualquer indício de subviragem
ou de sobre-viragem.
No que respeita à direcção, a definição dos parâmetros do grupo electrobomba
hidráulica que garante a assistência variável, considera as novas
características do veículo para garantir uma precisão e um conforto de
utilização de primeira ordem.
Equipamento topo de gama
Como se espera de um Coupé topo de gama, e à semelhança das outras
propostas, a versão animada pelo motor 2.0 HDi também presta grande
atenção ao nível de equipamento, que é muito completo, e não descura
nenhum detalhe que proporcione segurança, conforto e qualidade de vida a
bordo.
Entre outros, o 407 Coupé 2.0 HDi oferece os seguintes equipamentos de
série:
Segurança:
- Abertura eléctrica do tampão do combustível
- ABS com repartidor electrónico de travagem (REF)
- ESP de última geração com gestão integral de travagem por roda
- Sistema de travagem de emergência (AFU)
4/5
- Acendimento automático dos sinalizadores de emergência
- 7 airbags:
 2 airbags frontais adaptativos, sendo o do passageiro
neutralizável por chave
 2 airbags laterais dianteiros
 2 airbags tipo cortina
 airbag da coluna direcção
- Cintos de segurança dianteiros, reguláveis em altura, com pré-tensores
pirotécnicos, limitadores de esforço e testemunho de não fixação visual
e sonora
- Cintos de segurança traseiros com três pontos de fixação, enrolador e
limitador de esforço.
- Fixações Isofix nos dois lugares traseiros
Exterior
- Faróis de Xénon com correcção automática da altura dos faróis
- Jantes em liga leve de 17’’
- Lava-faróis de alta pressão
- Limpa-vidros dianteiro automático
- Ponteira de escape cromada
- Regulador e limitador de velocidade
- Retrovisores rebatíveis electricamente
- Sensor de baixa pressão dos pneus ou furo
- Sistema de ajuda ao estacionamento atrás
Interior:
- Apoio de braços central à frente, em couro, regulável em altura, com
compartimento
- Apoio de braços central atrás
- Ar condicionado automático bi-zona com saída de ventilação traseira
- Auto-rádio RD4 mono CD frontal, leitor de MP3, 6 altifalantes e
comandos sob o volante
- Decoração interior em alumínio
- Hi-Fi JBL: amplificador, 240 Watts, 8 canais, equalizador, 10
altifalantes (incluindo 2 subwoofers)
- Luzes de cortesia à frente e atrás, com temporizador progressivo e
regressivo
- Painel de instrumentos com 5 mostradores com aro cromado e ecrã
digital
- Porta-luvas refrigerado, iluminado e com fechadura
Punho e fole da alavanca de velocidades em couro
- Retrovisor interior electrocromático
- Volante desportivo de 3 raios, em couro, perfurado nas laterais,
regulável em altura e profundidade
Entre as opções disponíveis, destaca-se o Kit mãos-livres Bluetooth, o
Sistema de Navegação a Cores RT4 (inclui: Rádio-telefone com sistema
mãos-livres + navegação + leitor de CD e MP3 + ecrã a cores 16/9 + disco
rígido 30 GB + cartografia Europa + Função Jukebox + retrovisor interior
5/5
electrocromático), o Tecto de abrir com comando eléctrico e o Pack
Couro: Estofos em couro + Bancos dianteiros com regulação eléctrica (com
memória condutor) e aquecidos + retrovisores indexados à marcha atrás
(com memória).
Preço
O 407 Coupé 2.0 HDi FAP de 136 cv é, a partir de agora, a versão mais
acessível do Coupé da Peugeot. Aliás, o preço proposto de 40.980 €
constitui a notícia mais importante para os clientes apreciadores do estilo
Coupé, que assim passam a aceder a uma versão respectivamente mais
económica 26.370 € do que a animada pelo motor V6 2.7 HDi e 1.975 €
do que o irmão alimentado pelo motor 2.2 i a gasolina.

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Postais.net: O espaço dos postais electrónicos

Acaba de ser lançado o site Postais.net (www.postais.net), uma plataforma de postais electrónicos, que promete fazer furor.

Uma colecção com cerca de 2.000 postais encontra-se agora disponível, destacando-se postais animados, animações em flash, cartoons e fotografias. A oferta encontra-se segmentada em 26 categorias, entre as quais, uma categoria especialmente dedicada aos motores, onde se destacam postais muito divertidos e interessantes.

Alguns exemplos:
- SLK

Descobre muitos mais e diverte-te a enviar postais com mensagens divertidos para os teus amigos e familiares.

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Ford Mondeo 2.5i Turbo Titanium SW

O Diesel domina o mercado, isto já não é notícia. Mas, provavelmente, nem todos os que compram automóveis com motores Diesel são seus fãs e alguns haverá que por isso mesmo nem sequer os compram.

Para estes, a Ford tem na Mondeo 2.5T SW uma alternativa. Se a Mondeo SW está na sua mira e se prefere os motores de ciclo Otto, esta versão equipada com um cinco cilindros em linha turbocomprimido – conhecido do Focus ST e do S-Max – pode ser uma opção. Mas não esteja à espera de uma versão desportiva.

As prestações absolutas até nem são más mas a maneira como são obtidas acaba por as fazer parecer menos impressionantes. Claro que o peso de 1,6 toneladas tem aqui um papel importante, mas o carárter geral vai para a suavidade, tanto na entrega de potência como em tudo o resto. A suspensão, com regulação electrónica do amortecimento, pode ser acertada em três porisções: Normal, Comfort e Sport.

Em cidade, a segunda é claramente a preferida, por fazer pensar que as ruas até não estão assim tão más. Mas em autoestrada, a posição Comfort deixa a carroçaria oscilar demais, sendo preferível usar a posição Sport, idem para traçados sinuosos, onde assim vem ao de cima o rigor e eficácia com que esta plataforma lida com as curvas.

Do motor pode dizer-se que não esconde em demasia o som típico dos cinco cilindros, apesar de ser muito silencioso. Mas o seu ponto franco são os consumos. Se, em estrada, a velocidades moderadas constantes, os valores medidos pelo Autohoje ainda são aceitáveis, já em cidade, os 14,2 l/100 Km se mostram exagerados, sobretudo tendo em conta que foram obtidos numa condução sem nenhum tipo de excesso, apenas seguindo o fluxo do trânsito normal, como é norma cá da casa.

De resto, a Mondeo SW tem na habitabilidade traseira e na capacidade da mala bons trunfos, tal como na qualidade dos interiores. Mas é preciso estar muito zangado com os motores Diesel, porque esta está longe de ser uma escolha racional, nos dias que correm. Até pelo preço que custa: 50 490 euros, em parte, uma cortesia dos impostos portugueses…

in Auto Hoje

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Peugeot 308 chegou!

O Peugeot 308 chega ao mercado nacional. Tendo como ambição tornar-se referência de qualidade entre as berlinas compactas, o 308 melhora praticamente cada ponto do seu antecessor e reúne os ingredientes capazes de seduzir os clientes do segmento mais importante do mercado. Está disponível em Portugal a partir de 19.630 €.


Estrela maior de um ano particularmente rico em novidades da Marca, o 308 é o primeiro modelo de série a inaugurar a geração “8” da Peugeot e constitui o lançamento mais importante da Peugeot Portugal em 2007. Este modelo sucede à berlina 307, que alcançou um sucesso magnífico, com mais de 3 milhões de viaturas comercializadas em seis anos, 21.500 das
quais em Portugal.


Sendo uma aposta primordial para a Peugeot, o novo 308 retoma o conceito de arquitectura semi-elevada lançado com o 307, mas oferece prestações optimizadas e melhora em todos os níveis as características reconhecidas a este tipo de silhueta. A aspectos de referência como a habitabilidade, a visibilidade, a luminosidade e as dimensões compactas, o 308 adiciona uma
qualidade de alto nível, prestações acrescidas e um estilo afirmado, formando um conjunto com grandes objectivos comerciais.


Desde o início, a ambição da Peugeot consistiu em oferecer um 308 que levasse mais longe as grandes linhas de força do sucesso do 307, melhorando cada ponto do veículo. A experiência adquirida nesta arquitectura e os avanços tecnológicos realizados pela Marca permitiram criar
um modelo de nova geração

Bipper: compacto e astuto…

O Bipper é uma nova oferta da Peugeot no mercado dos veículos destinados a uma utilização profissional, particularmente bem adaptada às exigências urbanas. Simultaneamente compacto (3,86 m de comprimento) e com um amplo volume de carga (2,5 m3 de capacidade), esta proposta inovadora vem completar a gama de veículos comerciais da Peugeot, cuja renovação total se iniciou em Junho de 2006 com o Boxer.


O Bipper destina-se aos profissionais que procuram um veículo ágil, maneável e passível de ser estacionado em qualquer local. Graças às portas traseiras de batente assimétricas, bem como às portas laterais de correr, os utilizadores do Bipper poderão carregar ou descarregar as suas
mercadorias de forma fácil, mesmo nos lugares mais estreitos.


Este novo modelo é equipado com a motorização 1.4 HDi de 50 kW (70 cv), reputada pelas suas virtudes em termos de economia e de respeito pelo ambiente, dadas as suas reduzidas emissões.
Pela qualidade do seu comportamento dinâmico, pelas suas linhas modernas, pela sua robustez, pelo seu conforto, pelo seu volume modulável e pelo seu reduzido custo de utilização, o Bipper prepara-se para ocupar um papel importante no espaço urbano.

Festa Apoteótica Ferrari

Nada menos do que quatro dias foi quanto durou o apogeu das celebrações dos 60 anos da Ferrari. Para o efeito, a marca elegeu a região de Modena (sua cidade natal, onde se encontram as suas fábricas e um dos circuitos que são sua propriedade - Fiorano) e estabeleceu um programa recheado de acontecimentos.

Se o primeiro dia foi dedicado à imprensa, a partir de sexta-feira os seus clientes também foram chamados a participar, com o epílogo a ocorrer no fim--de-semana, durante o qual houve tempo para realizar o primeiro concurso de elegância organizado pela marca do cavallino rampante, uma exibição de monolugares de F1 de várias épocas (alguns conduzidos por vários dos seus mais afamados pilotos), um desfile de mais de mil viaturas, conduzidas pelos seus próprios proprietários, e, ainda, um leilão das peças que foram oferecidas à Ferrari pelos 42 países dos cinco continentes através dos quais, nos últimos meses, foi passando a caravana que marcou a efeméride, e cuja receita (mais de 220 mil euros) reverteu para as clínicas pediátricas de Bolonha e de Modena. Não esquecendo a revelação do 612 Scaglietti Sessanta, edição especial do quatro lugares da Ferrari criada para comemorar esta data.

Descrever as emoções vividas durante estes quatro dias não é tarefa fácil. Destaca-se a presença de Piero Ferrari (filho do fundador, sempre ao volante do seu Enzo...) e pilotos como Michael Schumacher, Niki Lauda, Kimi Raikkonen, Felipe Massa, René Arnoux, Jean Alesi, Jody Scheckter, Ivan Capelli, Andrea de Adamichi, Gerhard Berger ou Luca de Badoer.

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

A Fiat e a PSA Peugeot Citroën lançam um novo conceito de comercial compacto e económico


Sérgio Marchionne, Administrador Delegado da Fiat, Christian Streiff, Presidente do Grupo PSA Peugeot Citroën, Mustafa V. Koç, Presidente da Holding & Tofas e Ali Pandir, Presidente da Tofas, inauguraram hoje na fábrica da Tofas, de Bursa (Turquia), uma linha de produção destinada a um novo tipo de comercial de entrada de gama.

Estes novos comerciais foram desenvolvidos em conjunto pela Fiat, PSA Peugeot Citroën e a Tofas. Estes comerciais constituem uma oferta totalmente inédita no mercado das furgonetas devido ao seu tamanho, às suas prestações e ao seu estilo.

De dimensões exteriores reduzidas, 3,86 metros de comprimento, estes furgões compactos surpreendem pelas dimensões interiores optimizadas, oferecendo um volume de carga de 2,5 m3. O espaço de carga pode ser aumentado para 2,8 m3 e o comprimento útil pode atingir 2,5 m graças a um lugar de passageiro escamoteável.

Funcionais, estes veículos dispõem de um espaço de carga cúbico cujo acesso é facilitado pelas portas traseiras de batente e laterais deslizantes de grandes dimensões e um limiar de carga de altura óptima.

A cabine moderna, espaçosa e luminosa, privilegia tanto os aspectos práticos e funcionais como a ergonomia, o bem-estar e o conforto para uma utilização profissional intensa. Os equipamentos de conforto, como a direcção assistida, e de segurança, como o ABS ou o airbag do condutor, são de série. Estão também disponíveis muitos outros equipamentos característicos de segmentos
superiores como, por exemplo, a ajuda ao estacionamento, o fecho autónomo da cabine, o espaço de carga…

As motorizações gasolina e diesel comprovadas, económicas em carburante e respeitadoras do ambiente (119 g de CO2/km nas motorizações diesel), contribuem para um custo de utilização vantajoso.

A comercialização destes veículos sob a designação de Fiat Fiorino, Citroën Nemo e Peugeot Bipper, vai decorrer a partir do final de 2007.

terça-feira, 11 de setembro de 2007

4º Concurso de Design Peugeot

Um fluxo de prazer!

Automóvel capaz de proporcionar um prazer múltiplo adaptando-se a diferentes cenas da vida, o Flux, projecto desenhado por Mihai Panaitescu, venceu a 4ª edição do concurso de design Peugeot. O tema desta quarta edição, sintetizado na expressão P.L.E.A.S.E.Innovate!, estimulou a criatividade de internautas designers de todo o mundo, dando origem à apresentação de mais de 4.000 projectos.

Em perfeita adequação com as aspirações actuais em matéria do automóvel, este tema encontrou no Flux uma ilustração muito pertinente, já que esta proposta corresponde, de facto, a um tipo de veículo que proporciona um Prazer de condução puro, pela sua Ligeireza e Eficácia, sendo Acessível pela sua Simplicidade e Ecológico pelo seu conceito.

O Flux foi eleito por um júri presidido por Frédéric Saint-Geours, Director Geral
de Automobiles Peugeot, e composto por representantes da Marca, do seu centro de estilo, da Xbox e, ainda, por internautas que votaram on-line.

Revelado durante o último Salão de Genève através de desenhos de estilo, o Flux surge agora no Salão de Frankfurt sob duas formas – maqueta à escala 1/1, apresentada no espaço de exposição da Peugeot, e virtual, numa nova versão do jogo PGR 4 da Xbox 360 – que constituem dois aspectos fundamentais do prémio do 4º concurso de design Peugeot.

O concurso de design registou um acréscimo de participação nesta sua 4ª edição, tendo sido recebidos cerca de 200 projectos mais que na edição anterior (4.029 contra 3.800), e confirmou o seu carácter internacional, com 113 países representados, contra 107 na 3ª edição.


Um acontecimento 100% Internet
O facto de o concurso se desenrolar integralmente na Internet contribuiu largamente para o seu sucesso. Elemento central da iniciativa, o site www.peugeot-concours-design.com registou frequências particularmente elevadas: mais de 650.000 visitantes percorreram mais de 3700.000 páginas desde Julho de 2006. O site funcionou também como elemento federador de uma comunidade de internautas interessada no concurso, a qual integra actualmente cerca de 35.000 membros de 100 países.

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Peugeot 308: Naturalmente seguro

A nova berlina Peugeot 308, que será lançada em Portugal no próximo mês, reivindica argumentos muito sólidos ao nível da segurança, para além de uma qualidade de alto nível, um habitáculo distinto e motorizações de elevado rendimento e
respeitadoras do ambiente.

O EuroNCAP acaba de fazer a sua avaliação sobre o 308 e atribuiu-lhe 5 estrelas nos testes de protecção de adultos, 4 estrelas nos testes de protecção de crianças e 3 estrelas nos testes de protecção de peões.

Estes resultados concretizam a eficácia de uma estrutura concebida para resistir, absorver e dissipar o melhor possível a energia resultante de colisões frontais e laterais, assim como dos dispositivos de protecção(airbags, cintos, assentos...) que retêm e protegem ao máximo os ocupantes.

A Peugeot colocou no 308 todos os ingredientes para dotar este novo modelo de um elevado nível de segurança. Para atingir estes resultados, o 308 integra particularmente uma tripla via de repartição de esforços à frente. Uma via baixa vem assim desdobrar a clássica via alta (princípio proveniente da tecnologia do 407), ao passo que uma terceira via, situada por cima das cavas das rodas à frente, vai permitir uma repartição ideal dos esforços. Assim, em caso de colisão frontal, a energia é dissipada em 3/5 pela via principal, em 1/5 pela via baixa e em 1/5 pela
terceira via.

Para proteger o melhor possível os ocupantes no caso de uma colisão lateral, o pilar central foi concebido com uma técnica chamada “multicamada”.

O pilar central é na realidade constituído por três espessuras de chapa, duas das quais são do tipo “limite elástico muito elevado”. As portas são, também elas, munidas de reforços laterais em alumínio e esticadores.

Por fim, ao nível da soleira da mala, foi integrada uma viga em liga de alumínio para absorver as colisões e diminuir as consequências sobre a carroçaria.

Em complemento do desempenho da estrutura, numerosos dispositivos permitem reter e proteger os corpos:

- até 9 airbags - airbags frontais, laterais à frente para o tórax e a bacia,airbag da coluna de direcção para os membros inferiores do condutor,airbags de cortina para a cabeça dos passageiros à frente e atrás, airbags laterais atrás;

- apoios de cabeça à frente em forma de “carteira” que optimizam o contacto com a cabeça em caso de colisão e cuja concepção, associada à dos bancos, permite limitar as consequências de uma colisão traseira (“chicotada”);

- um sistema anti-afundamento traseiro, que permite reter o banco e mantê-lo fixo ao piso.

- cintos de segurança com controlo do fecho e abertura.

Para instalar cadeiras de criança, o 308 é concebido com três lugares Isofix (com 3 pontos de fixação): um no lugar do passageiro à frente e dois nos lugares laterais atrás.

Esta segurança “passiva” (ou secundária) complementa uma segurança primária exemplar. Com efeito, a rigidez da carroçaria, as ligações ao solo e as ajudas electrónicas do 308 conferem-lhe um comportamento em estrada de referência na sua categoria. O 308 pode igualmente dispor de equipamentos tecnológicos (sistema de Alerta de Transposição Involuntária de Linha (AFIL), faróis bi-xénon direccionais) bem como ajudas de condução que acrescentam o potencial de controlo do veículo.

Apresentação mundial do 308

Com uma superfície de 2.870 m2, o stand da Peugeot recebe os visitantes do 62º Salão Internacional Automóvel de Frankfurt num ambiente relaxante, feito de materiais naturais e nobres, de frescura aquática e de vegetação abundante. Acompanhando 27 veículos representativos da gama comercial da Peugeot, nada menos de cinco concept cars e demonstradores, dos quais três declinados directamente sobre a base do 308, evidenciam a criatividade das equipas do centro de estilo Peugeot e da área de «Pesquisa e Inovação».

A participação da Peugeot nesta grande festa alemã do automóvel é reforçada pela apresentação, como novidade mundial, do 308, do qual estão presentes seis exemplares de série, nas silhuetas de três e de cinco portas, acompanhados por três concept cars.

A comercialização próxima do 308 constitui, para a Peugeot, o sétimo acontecimento produto marcante do ano 2007 e confirma o rejuvenescimento importante de uma oferta comercial cuja idade média, actualmente de 4 anos, baixará, até 2008, para 3 anos.

Peugeot 308: a verdadeira natureza do prazer

Primeiro modelo da geração 8 da Peugeot, o 308 tem como ambição encarnar o melhor da berlina. Deste modo, o 308, capitalizando sobre a arquitectura do 307, vai ainda mais longe e melhora de forma significativa cada uma das qualidades reconhecidas ao seu predecessor, do qual se venderam mais de três milhões de unidades. A habitabilidade, a visibilidade, a luminosidade e as características dinâmicas são trunfos capazes de reforçar a capacidade de
atracção desta nova berlina.

O 308 apresenta um estilo generoso que sugere imediatamente qualidade, robustez, valor seguro… Esta impressão positiva é confirmada pelo conjunto 2/12 dos meios implementados na concepção e na fabricação, e pelos rigorosos planos de acção desenvolvidos para atingir esta ambição qualitativa.
De facto, o 308 dispõe de uma qualidade de acabamento digna de segmentos superiores
e irá tornar-se numa referência em termos de qualidade percebida e de qualidade de utilização.
O 308 é também revelador do envolvimento da Peugeot a favor da redução das emissões de gases com efeito de estufa. Foi, pois, com toda a naturalidade que o 308 foi voluntariamente colocado sob o signo da eficácia ambiental.

Para tal, os estilistas e os engenheiros da Marca mobilizaram o conjunto das ferramentas e tecnologias disponíveis, de modo a ter em conta, da melhor forma possível, a preservação do ambiente.

A conjugação de um conjunto de tecnologias – aerodinâmica particularmente eficaz, motorizações a gasolina desenvolvidas em parceria com o grupo BMW, motorizações diesel HDi, duas das quais apresentarão um nível de emissões de 120 gramas de CO2 por quilómetro em ciclo misto, filtro de partículas, pneus Michelin Energy Saver – permite ao 308 apresentar ganhos substanciais em consumo que podem atingir 10% por comparação com o seu predecessor, o 307.

Concept Car 308 RC Z

Dentro de algumas semanas, o Peugeot 308 vai iniciar a sua comercialização na Europa.

Nova berlina compacta no seio do segmento das viaturas médias, o Peugeot 308 apresenta argumentos capazes de seduzir uma clientela cada vez mais alargada, graças ao seu conceito de arquitectura semi-elevada, garantia de habitabilidade, visibilidade e luminosidade, mas também devido ao seu exemplar comportamento em estrada, à sua gama de motores performantes, à sua segurança de elevado nível e, ainda, ao cuidado com que foram tratados todos os aspectos que contribuem para o prazer da vida a bordo. Finalmente, o seu estilo pleno de raça, felino e aerodinâmico, confere-lhe uma identidade forte, imediatamente reconhecível.

As carroçarias de 3 e 5 portas do 308 constituem apenas uma parte do programa «T7». Sendo certo que algumas silhuetas estão já previstas e determinadas, outras há que exprimem apenas a imaginação desenfreada dos estilistas e dos engenheiros com uma paixão comum pelo automóvel.

Algumas vezes, os espíritos profícuos destes especialistas aliam-se para dar corpo às suas ideias mais loucas e, quando tal acontece, os seus sonhos materializam-se para criar uma escultura automóvel na fronteira entre o sonho e a realidade. É este o caso do concept car baptizado de 308 RC Z, que terá a sua apresentação mundial no Salão Automóvel de Frankfurt.

Peugeot associa-se ao programa Novas Oportunidades

No âmbito do programa governamental “Novas Oportunidades”, a Peugeot vai criar as condições para que aproximadamente 600 colaboradores do universo da sua Rede no nosso País possam melhorar as suas habilitações. Jacques-Christophe Midey, Administrador-Delegado da Peugeot Portugal, formalizou ontem a adesão a esta iniciativa através da assinatura de um protocolo com o CEPRA – Centro de Formação Profissional da Reparação Automóvel.

Através deste protocolo, as cerca de 600 pessoas inscritas poderão obter gratuitamente, na sua zona de residência, a escolaridade do 6º, 9º e 12º anos. Para a Peugeot, este impulso para a qualificação escolar e profissional dos seus trabalhadores, bem como da sua Rede de Concessionários, Reparadores Autorizados e Distribuidores de Peças, é mais um passo na
sua política de responsabilidade social e desenvolvimento humano nas comunidades onde a Marca está presente.

Posicionada no top 3 no ranking das Marcas automóveis mais vendidas em Portugal, a Peugeot faz uma aposta contínua na formação das suas equipas e nas dos seus parceiros de negócio, como provam as 71.000 horas de formação ministradas em 2006 e 2007.

No âmbito do acordo estabelecido com o CEPRA, a Peugeot cederá um 407 para as equipas do CEPRA que iniciarão de imediato as deslocações pelo País, com vista à constituição das turmas escolares.

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Acessórios Auto: Venda online no Leiloes.net!

Procura peças e acessórios para a sua viatura?

No Leilões.net (
www.leiloes.net), site online de compra e venda de vários artigos, desta-se a secção Peças e Acessórios Auto, onde se encontram em licitação uma panóplia de distintos artigos para o seu carro, mota, barco ou caravana.

Porque não dar uma espreitadela pelos negócios do site?

terça-feira, 24 de julho de 2007

Videos online de carros tuning espectaculares

Carros tuning, carros desportivos, videos gratis de carros espectaculares, automoveis de grande cilindrada, carros turbo, demonstração de corridas tuning ao vivo, fotos de grandes maquinas e mais aqui no gratis video.

www.gratisvideo.biz

Também disponiveis fotos de carros tuning novos! Veja o Subaru Impreza, Nissan 350Z, Audi Abt R8 entre outros.

Também participação de street racing com grande máquinas a velocidades máximas, tudo isto e mais em
http://www.gratisvideo.biz/

Fiat 500

Chega em Janeiro de 2008 a Portugal com preços indicativos entre os 13 000 e os 16 000 euros. Veja o vídeo TV Turbo.
A cidade de Turim vestiu-se a rigor para receber o novo Fiat 500. Um espectáculo com 20.000 pessoas a assistir, transmissão em directo na TV e na Internet, tudo para receber um modelo que é fundamental para a estratégia de recuperação financeira consolidada ao longo de três anos por Sérgio Marchionne.

A marca transalpina respira um ambiente de optimismo graças ao sucesso do Fiat Grande Punto. Passados 50 anos sobre o lançamento do primeiro Cinquento com o motor de 479 cc. e 13 CV de potência (atingia a velocidade máxima de 85 km/h), a marca italiana lança o seu novo “Picollo” 500 com o qual pretende vender 120.000 viaturas no primeiro ano, confirmadas estão já 25.000 encomendas em Itália para o novo modelo construído na fábrica polaca da Fiat.

O novo Fiat 500 surge sob a plataforma do Panda e tem uma gama de motores equilibrada. Dois a gasolina, 1.2 de 69 CV e 1.4 de 100 CV e o conhecido 1.3 Multijet de 75 CV.
O alinhamento final das três versões (Pop, Sport e Lounge) ainda não está totalmente. Chega a Portugal durante o mês de Janeiro de 2008 com os preços estimados de 13.000 euros para a versão 1.2 a gasolina e os 16.000 euros da versão com o bloco 1.3 Multijet.

segunda-feira, 16 de julho de 2007

Peugeot 4007: A aventura no dia-a-dia


Em Setembro, o mercado nacional vai receber o primeiro SUV da Marca do Leão. O 4007 é a resposta da Peugeot ao forte crescimento do mercado dos todo-o-terreno compactos na Europa. Viatura sofisticada e com um design diferenciador e estatutário, o 4007 constitui uma promessa de aventuras no dia-a-dia, independentemente do caminho escolhido e sempre no mais estrito
respeito pelos valores ambientais.

Fruto da cooperação entre um especialista reconhecido dos veículos 4x4, a Mitsubishi Motors Corporation, e o grupo PSA Peugeot Citroën, o 4007 explora para a Peugeot um novo território do prazer automóvel: o dos veículos todo-o-terreno compactos.

Conjugando o melhor dos dois grupos automóveis, o 4007 assume-se incontestavelmente como um Peugeot e propõe o “savoir faire” dos dois construtores: uma inovadora transmissão integral de gestão electrónica, uma potente motorização diesel 2.2 FAP de última geração, um comportamento em estrada de elevado nível, na linha das berlinas Peugeot, e, ainda, um acabamento interior dinâmico e largamente equipado.
Os clientes dos SUV encontrarão no 4007 uma viatura sedutora, uma vez que este responde às suas principais expectativas, nomeadamente, o design felino, uma posição de condução elevada e que transmite segurança, um veículo que inspira robustez e que alia bom comportamento e conforto.

Adeptos de uma utilização quotidiana do seu SUV, estes clientes saberão também apreciar o brilhantismo do motor, o prazer de condução e o respeito pelo ambiente.

sexta-feira, 13 de julho de 2007

Peugeot 308: naturalmente eficaz


Com o 308, nova oferta no segmento das viaturas médias, a Peugeot inaugura a geração dos «8».

Esta nova berlina retoma o conceito de arquitectura semi-elevada lançado com o 307, uma vez que este tipo de silhueta, para além das características reconhecidas que assinalam todos os modelos da Marca (estilo expressivo,comportamento em estrada de referência, etc…), permite oferecer prestações optimizadas. A habitabilidade, a visibilidade, a luminosidade e as dimensões compactas tornam-se, deste modo, aspectos qualitativos de referência que permitiram ao 307 seduzir já mais de três milhões de compradores em todo o mundo.

Logicamente, o 308 retoma a plataforma técnica do 307, melhorando-a para servir eficazmente as elevadas ambições do projecto: um estilo afirmado, prestações acrescidas, uma qualidade de alto nível.
Na fase de concepção, a qualidade percebida e a qualidade na utilização foram, por isso, objecto da mais cuidada atenção, tanto por parte dos engenheiros, como dos estilistas.

Com o 308, a Peugeot lança todos os ingredientes capazes de seduzir uma clientela muito diversificada em busca de uma expressão de si própria, de modernidade, de atenções, de controlo e de bem-estar.

quinta-feira, 5 de julho de 2007

Peugeot 207 RC chega a Portugal

O coração mais veloz da gama 207 chegou ao mercado nacional. A 1 de Julho, a Peugeot lançou o pequeno desportivo 207 RC para os apaixonados das sensações fortes. Verdadeira fonte de prazer, o 207 RC junta aos seus trunfos desportivos um preço muito competitivo.

O 207 RC, versão contemporânea dos pequenos desportivos – 205 GTi nos anos 80 e 206 RC mais recentemente – estreia na Peugeot o novo motor a gasolina 1.6 THP 175 cv, um verdadeiro concentrado tecnológico, que assim vem juntar-se à personalidade muito exclusiva da silhueta RC para criar um verdadeiro topo de gama.
Este desportivo inscreve-se naturalmente como uma nova fonte de prazer da Peugeot para os apaixonados das sensações fortes. Paralelamente, a sua tecnologia elaborada deu origem a um veículo polivalente e fácil de utilizar no dia-a-dia, concentrando todos os argumentos para seduzir não só os «puristas do cronómetro», como os «apaixonados dos topo de gama desportivos».

sexta-feira, 29 de junho de 2007

Audi Q3: E agora o SUV coupé

Um palmo mais comprido do que um A3, o estudo Cross Coupé Quattro revelado pela Audi no Salão de Shangai confirma a intenção da marca alemã de ampliar a “família” Q. Fica por saber se ao Q7 se seguirá o Q3, com base no estudo agora revelado e que poderá surgir nos mercados em 2009, ou se, ainda antes, conforme alguns rumores, chegará o Q5, que recebe a plataforma do novo A5 que lhe mostramos nesta edição.
Mas se o Cross Coupé não responde a esta dúvida, ele esclarece muita coisa a respeito das intenções da Audi para a sua gama de SUV’s. Desde logo que, enquanto o Q7 e o Q5 terão uma vocação mais familiar, o Q3 promete inserir-se na futura geração A3 e assumir uma vocação mais jovem e dinâmica. E basta olhar para as principais opções estilísticas para percebermos essa postura mais desportiva: grelha volumosa como os restantes Audi, faróis mais estilizados (com tecnologia Led) e, sobretudo, um pilar traseiro bastante inclinado.

Partilhada com o “primo” VW Tiguan, a plataforma do Q3 tem uma distância entre eixos de 2,6 metros, para um comprimento total do carro da ordem dos 4,4 metros e uma largura de 1,82 metros, para possibilitar um habitáculo espaçoso. Além de novas funcionalidades para o sistema MMI, como a possibilidade de recebermos e-mails, refira-se, ainda, a particularidade de 4600 micro-orifícios no tablier substituírem as tradicionais saidas do ar condicionado, assegurando uma perfeita distribuição da temperatura escolhida.

Já do lado da mecânica, o Cross Coupé volta a recorrer à transmissão integral permanente Quattro, com distribuição variável do binário entre os eixos, bem como à caixa automática DSG. A novidade é a presença de um novo motor turbodiesel de 2.0 litros mas com tecnologia “common-rail” (e não injector-bomba), que anuncia nada menos do que 204 CV e 400 Nm de binário, valores que o colocam entre o melhor que se anuncia. Por outro lado, além de um novo filtro de partículas este novo motor recorre à tecnologia Bluetec, apresentando valores de emissões poluentes que respeitam já as normas que só entrarão em vigor após 2012.


in Turbo

Chevrolet Beat

O gigante General Motors vai levar ainda mais a sério o mercado dos pequenos carros.
O Chevrolet Beat é o elemento do grupo é o que melhor encaixa no conceito tradicional dos pequenos citadinos europeus.

É o mais desportivo, com três portas, faróis muito rasgados e linhas visuais de ângulos mais agressivos. Para este conceito a Chevrolet avança com um motor 1.2 turbo a gasolina, que transmite potência para as rodas dianteiras através de uma caixa automática. No habitáculo este é também o mais apetrechado a nível tecnológico, incluindo sistema de navegação e áudio de qualidade mais elevada.

Corvette: À prova de alemães

O Corvette vai receber reforços em 2008 para fazer frente à performance dos ídolos alemães Audi R8 e Porsche 911 GT3. Surgirá apenas retocado na aparência mas com um novo motor V8 LS3 de 6,2 litros (o anterior tinha 6,0 litros), agora a debitar 430 CV e 586 Nm e capaz de um arranque dos zero aos cem em apenas 4,3 segundos.

O aumento de cilindrada do motor foi obtido através do incremento de diâmetro dos êmbolos, mantendo-se o curso. As válvulas de admissão também cresceram, assim como o respectivo curso de abertura, com efeitos óbvios na respiração do motor e consequente aumento de potência.

Entre os equipamentos opcionais mais apelativos está um escape “dual mode”, que reduz o ruído e aumenta a potência para os 436 CV. Se este número ainda não for suficiente basta optar pela versão Z06 com um V8 7.0 de 513 CV!
Os novos Corvette passam a distinguir-se pelas novas jantes de alumínio, duas novas cores exteriores (azul e vermelho metalizados), novos acabamentos e equipamentos interiores, que incluem sistema de acesso sem chave, novas aplicações em alumínio, novas cores de revestimento em pele (opcional) e sistema de som OnStar e XM Satellite de série em toda a gama.

Houve ainda um aperfeiçoamento no “feeling” de manuseamento das caixas de seis velocidades e também no hardware da caixa automática, para permitir passagens mais rápidas. Quem pretender uma condução mais desportiva poderá optar por um diferencial de relação mais curta (2.73) no caso da transmissão automática. Outra possibilidade de melhorar o comportamento desportivo é optando pela suspensão MSRC (Magnetic Selective Ride Control), com amortecedores activos por controlo electromagnético do fluido.

in Turbo

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Nissan Qashqai

O factor emocional desempenha um papel cada vez mais importante na decisão de compra de um automóvel. Com base neste princípio, a Nissan desenvolveu o Qashqai para o segmento C (do Opel Astra, Renault Mégane e VW Golf). No fundo, é uma espécie de SUV – a imagem e a distância ao solo (200 mm) são as de um todo-o-terreno de reduzidas dimensões – mas com as características (de interior e dinâmicas) de um pequeno familiar. A acompanhar tal ousadia surge o motor 1.5 dCi de 106 CV, fruto da parceria com a Renault, que, embora não seja o ideal, coloca o Qashqai entre os mais potentes da classe e com uma atractiva relação preço/equipamento. Só o futuro dirá se esta aposta resulta. Entretanto, as vendas superaram largamente as expectativas iniciais, quer em Portugal quer no resto da Europa, provando que o Qashqai reúne todas as condições para abanar a hegemonia de uma classe demasiado conservadora.

O Nissan Qashqai é um bom exemplo de que nem tudo o que é diferente ou exclusivo deve ser mais caro. Proposto com um preço de 27.084 euros (mais 3.000 euros que a versão base Visia), este 1.5 dCi Acenta apresenta um leque de equipamento tal que, além de justificar plenamente o esforço financeiro em relação à versão de entrada, o coloca numa posição privilegiada face aos seus concorrentes.
De igual forma, também os custos de manutenção são valorizados por um período de revisões a cada 60 mil quilómetros ou dois anos. Sem alterações face aos outros modelos da marca estão os planos de garantias: três anos ou 100 mil quilómetros de cobertura geral e três e doze anos para a pintura e corrosão, respectivamente.
Por fim, os consumos. Não se pode dizer que o Qashqai seja o carro mais económico do segmento, porém, os 6,3 litros (contra 5,4 litros anunciados pela marca) por nós registados acabam por ser um valor simpático e permitem percorrer cerca de mil quilómetros com um depósito.

in Turbo

Alfa Romeo 8C Competizione

As primeiras unidades do 8C serão entregues no próximo Outono. Veja o vídeo do novo desportivo de dois lugares italiano.
O primeiro protótipo foi mostrado no salão de Frankfurt de 2003, com excelente efeito junto da opinião pública. Por baixo das linhas sensuais o 8C Competizione tem genes Maserati. Foi criado pelo Polo Sportivo Alfa-Maserati, uma espécie de consórcio interno criado para zelar pela nobreza e estirpe de ambas as marcas numa produção limitada a 500 unidades, metade delas no formato Spider e outra metade no formato Coupé. A sofisticação técnica e a carroçaria monocoque em aço com painéis em fibra de carbono ajuda a empurrar o preço até aos 250 mil euros em Itália (136 mil euros antes de impostos).

O motor V8 é um desenvolvimento do 4.2 que a marca do tridente utiliza na sua gama actual, mas cresceu para os 4.7 litros e debita uns pujantes 450 CV de potência. Os níveis de performance só podiam mesmo ser extraordinários. O arranque dos zero aos 100 km/h demora apenas 4,5 segundos e a velocidade máxima vai para lá dos 300 km/h.


in Turbo

sexta-feira, 15 de junho de 2007

Cuidar dos pneus do seu carro

Os pneus são provavelmente as peças mais importantes do seu carro, visto terem uma grande influência não só na condução mas também na travagem e na aceleração. Só para ter uma ideia, o contacto máximo que o pneu tem com a estrada, em cada momento, não é mais do que o tamanho da palma da sua mão.

Tipos de pneus:

Existem dois tipos de pneus que podem ser usados – pneus com recortes radiais e pneus com recortes horizontais (apesar da maioria dos carros modernos estarem apetrechados com pneus com recortes radiais). Ao mudar de pneus, verifique que são todos do mesmo tipo.

Pressão do pneus:

A pressão dos pneus deverá ser verificada semanalmente e sempre com os pneus frios.
Conduzir com os pneus com a pressão errada, faz com que o contacto entre os pneus e a estrada se torne irregular, aumentando o desgaste dos pneus principalmente durante as travagens e acelerações e a velocidades mais elevadas.
Com a pressão dos pneus abaixo da recomendada, aumenta o consumo de combustível e a poluição. A pressão acima da recomendada, reduz a aderência dos pneus à estrada, fazendo com que a condução se torne desconfortável.
Não se esqueça de verificar também o pneu suplente!!!

Os recortes:

Os recortes do pneu devem ter no mínimo 1,6 mm de profundidade. Deverá verificar se o pneu tem cortes, rasgos ou bolhas. Ao conduzir com recortes inferiores aos acima indicados poderá incorrer a uma coima.
Verifique no manual do fabricante o tipo de pneu e as pressões recomendadas.

Mudar o pneu em caso de furo:

Antes de mais retire o pneu suplente, o macaco e a "chave de porcas" da bagageira. Posicione o macaco, e afrouxe as porcas antes de elevar o carro. Eleve o carro utilizando o macaco, desaparafuse o restante e retire o pneu. Coloque o pneu suplente e aparafuse um pouco as porcas. Abaixe o carro, aparafuse o restante das porcas o mais que poder. Guarde o pneu, o macaco e a "chave de porcas".
Manda arranjar o suplente assim que possível, não vá ter o azar de ter outro furo entretanto!

Férias: Viagens e Animais!

As férias podem ser bastante mais divertidas se viajarmos com a toda a família, incluindo o cão ou gato, seja de carro, barco, comboio ou avião!

Em qualquer um destes transportes é permitido o transporte de animais de estimação, desde que devidamente acondicionados numa caixa de transporte e claro com as vacinas em dia!

Se a viajem é de carro é necessário tomar algumas precauções para que o amigo de quatro patas faça uma viagem tranquila e confortável!

Algumas dicas...

1. Deixar que o cão ou gato se habitue ao carro, levá-lo a passear, mesmo que curtas distâncias.

2. Certificar que o animal viaja de estômago vazio por causa dos enjoos. Mas atenção Parar sempre para lhe dar água fresquinha!

3. Manter a ventilação do carro fresca no banco de trás para evitar que vá com o focinho de fora, pois pode ferir-se!

4. Optar por uma confortável caixa de transporte ou por ajustar os cintos de segurança ao seu porte no caso dos cães.

5. Parar várias vezes para que os animais se exercitem e se aliviem! Aproveitar e esticar também as pernas!

Crédito Automóvel

O Crédito Automóvel permite financiar a aquisição da sua viatura para uso pessoal ou para exploração. O financiamento médio para compra de um automóvel é de cerca de cinco anos, tempo por regra, em que se pondera trocar novamente de carro.
Existem algumas modalidades de crédito automóvel, que devem ser analisadas em função do valor da prestação mensal e para compra de que tipos de viatura se destinam: Nova ou usada.

ALD - Modalidade de financiamento bastante flexível para viaturas novas que lhe permite obter uma prestação mensal mais reduzida com a compra da viatura no final do contrato. Poderá escolher uma entrada inicial até 60% com ou sem pagamento final, alterar o plano de pagamentos durante o contrato e ceder a posição contratual durante a vigência do mesmo.

Leasing - Financiamento para viaturas novas com opção de compra no final do contrato. Ao optar por esta modalidade, poderá escolher um prazo que varia entre os 12 e os 72 meses.

Crédito com Reserva de Propriedade - Crédito para aquisição de automóvel novo ou usado, ficando a viatura, desde logo, em nome do Cliente com reserva de propriedade a favor da Entidade Financeira. Poderá optar por um prazo que varia entre os 12 e os 72 meses, permitindo-lhe, deste modo, escolher a prestação que mais se adapta ao seu caso.

Reserva de Propriedade (RP) - Inibição de venda do veículo, registada na Conservatória do Registo Automóvel até à sua revogação que se verifica após o pagamento do crédito.

O leasing e o ALD têm uma expressão menor e são praticamente residuais, apesar das suas claras «vantagens financeiras». Tal prende-se com o facto dos portugueses manterem uma forte ligação ao conceito de propriedade.

Os créditos automóvel estão também a registar um aumento nos prazos de financiamento. Os mais frequentes são os empréstimos a 48 e 60 meses, mas existem já muitos casos de crédito a 72 meses e mais.

segunda-feira, 4 de junho de 2007

sexta-feira, 25 de maio de 2007

PSA Peugeot Citroën inicia o CAP 2010 - Programa Operacional de crescimento e competitividade

O Presidente da PSA Peugeot Citroën, Christian Streiff, apresentou ontem, na Assembleia Geral de Accionistas do Grupo, os primeiros planos de acção resultantes do trabalho das equipas do “CAP 2010” e anunciou que estas primeiras medidas estão agora implementadas em todo o Grupo.

Lançado a 6 de Fevereiro, o programa CAP 2010 arrancou com 10 grupos de trabalho que reúnem várias centenas de exec utivos de todas as áreas chave da Empresa. Estes grupos identificaram 150 projectos de melhoria em todas as áreas da organização e, cem dias após o seu lançamento, o projecto CAP 2010 entra agora na sua fase de desenvolvimento operacional.

As quatro prioridades anunciadas em Fevereiro traduziram-se em planos de acções para relançar o crescimento do Grupo e a sua competitividade:

- A qualidade dos produtos e serviços deve situar-se ao nível dos concorrentes
melhor posicionados. Algumas das acções lançadas envolvem um novo método de concepção, o trabalho com os fornecedores, a partilha das melhores práticas entre as Marcas Peugeot e Citroën, a reorganização e associação dos processos de após-venda. O objectivo é dividir por dois o número de incidentes e de custos de garantia até 2010.

- A redução de custos deve abranger todas as áreas:
·Redução dos custos de estrutura em 30% até 2010. O dispositivo de incentivo às saídas voluntárias para reduzir 4800 efectivos em França, em 2007, insere-se neste âmbito.

· Obtenção de ganhos suplementares sobre as compras, através da aceleração da globalização, relançamento das economias técnicas na produção em série e acções de reengenharia das viaturas, com partilha dos ganhos com os fornecedores. Estas acções conduzirão a uma melhoria da produtividade sobre as compras de 6% por ano.

· Redução dos custos de logística pela simplificação e reorganização dos fluxos a montante e a jusante.

- O plano produto será enriquecido e acelerado. Seis novos projectos de veículos juntar-se-ão ao plano produto do Grupo até ao final de 2010, graças, nomeadamente, a uma diminuição do tempo de desenvolvimento, e à aceleração entre 3 a 6 meses dos projectos já lançados. Por outro lado, o esforço de inovação centra-se sobre o que o cliente des eja e está disposto a pagar, para além das tecnologias ambientais.

- Uma nova ofensiva comercial vai permitir ao Grupo recuperar a quota de mercado perdida na Europa, com um plano de acções forte sobre o mercado alemão. As recém criadas Unidades de Negócio estão a preparar planos para acelerar o desenvolvimento na China, Brasil, Argentina e noutros mercados internacionais. Estes planos serão apresentados em Setembro.

Para completar e acompanhar este plano de acções global, serão introduzidas novas práticas de gestão no Grupo, valorizando mais a iniciativa, o espírito de equipa e a orientação para os resultados.

Christian Streiff sublinhou que “o «CAP 2010» é o resultado de um verdadeiro trabalho em equipa, baseado numa maior transversalidade, a qual permite trabalhar em conjunto sem tabus, uma maior abertura sobre o que nos ensinam os nossos clientes, fornecedores e concorrentes, e maior rapidez nas acções, com uma forte orientação para o resultado”.

quarta-feira, 23 de maio de 2007

SUBARU LEGACY 2.0R BiFUEL - Mais económico e ecológico

O Legacy 2.0R Sedan e Wagon, na nova gama da marca em Portugal, caracteriza-se pela possibilidade de utilização de dois diferentes tipos de combustível, mantendo integralmente o ADN Subaru, através da transmissão integral exclusiva AWD (All Wheel Drive), e do tradicional e desportivo prazer de condução. Ao introduzir estes novos modelos a Subaru altera drasticamente as “regras do jogo” dos motores a gasolina, mantendo a garantia geral da Marca (3 anos ou 100.000 km), possibilitando uma utilização muito mais económica (até mais 50% de economia), protegendo o ambiente (menos de 96% de NOx), continuando a proporcionar o prazer de condução que é apanágio da marca.

A Subaru apresenta estes novos modelos com o apoio da Galp Energia, que se aliou a este projecto possibilitando a oferta de 1000 litros de GPL na compra de qualquer modelo Subaru BiFuel.

Kia em 5º lugar no ranking dos automóveis mais fiáveis

Os veículos da Kia classificaram-se em 5º lugar num dos maiores estudos mundiais que investiga a qualidade e confiança de mais de 450,000 automóveis, entre os 3 e os 9 anos de vida. Mais de 82% dos proprietários de veículos Kia não reportaram qualquer defeito ou falha mecânica.

O estudo foi levado a cabo pela Warranty Direct, um organismo independente especialista em ga-rantia automóvel, que analisou a qualidade e fiabilidade de 33 construtores com base na utilização diária dos seus automóveis nos E.U.A e no Reino Unido. Os resultados do estudo estão publicados na denominada ‘Reliability League Table’ que descrimina o número de falhas mecânicas reportadas por cada 100 veículos cobertos pelas suas garantias.

A Kia classificou-se em 5º lugar com um score de 17.39%, muito perto da Toyota e da Mitsubishi batendo, inclusivamente, algumas marcas de renome como a Nissan (18.86%), a Lexus (20.05%), a Porsche (27.48%), a BMW (28.64%), a Mercedes (29.90%) e a Audi (36.74%).

terça-feira, 15 de maio de 2007

Peugeot 207 Open: Uma oportunidade única

A Peugeot acaba de alargar a oferta da berlina 207 com o lançamento da nova série especial 207 Open. Disponível até 30 de Junho, esta nova proposta joga o seu grande trunfo na relação preço/equipamento, ao propor um valor irresistível para a bolsa dos clientes: 14.900 €.

Linhas sedutoras, temperamento forte, tecnologia, equipamento recheado…, todas estas caraterísticas convivem diariamente com o Peugeot 207, que acaba de receber mais uma proposta imbatível nos seus níveis de entrada de gama.


Associado exclusivamente à carroçaria 5 portas e ao motor a gasolina 1.4 16V de 90 cv, o 207 Open possui uma vantagem de preço no valor de 1.800 euros face ao 207 Trendy, versão que serve de base a esta série especial.


Esteticamente, este 207 é identificável pela aplicação do badge exclusivo “Open” nas portas dianteiras, sendo em tudo o mais idêntico a um dos níveis mais vendidos da gama que, até ao momento, já passou as 7.500 unidades.

Este sucesso da gama 207 em Portugal assenta em trunfos emocionais como o estilo, e racionais como a qualidade de concepção, os níveis de segurança e o comportamento dinâmico.

Em particular, a motorização que equipa o 207 Open oferece um dinamismo apreciável e vale também pelos consumos reduzidos de 6,4 l/100 km em ciclo misto. Com 1.360 cm3 de cilindrada, este motor 1.4 16V desenvolve uma potência máxima de 90 cv (65 kW) a 5.250 rpm e um binário máximo de 133 Nm a 3.250 rpm.

Em termos de prestações, o 207 Open atinge a velocidade máxima de 180 km/h e leva 12,7s para acelerar dos 0 aos 100 km.

sexta-feira, 11 de maio de 2007

Grupo PSA premiado com o título de Motor Internacional do ano 2007 na categoria 1.4 – 1.8


O motor a gasolina 1.6 Turbo Injecção Directa, de 4 cilindros, desenvolvido pela PSA Peugeot Citroën, em cooperação com o Grupo BMW, acaba de ser eleito o Motor Internacional do ano 2007, na categoria dos motores entre 1.4 e 1.8 l de cilindrada. Este prémio sublinha a qualidade dos motores a gasolina de nova geração da PSA Peugeot Citroën e o sucesso da estratégia de cooperações do Grupo.

Avaliado por um painel internacional de 62 reconhecidos jornalistas do sector automóvel, o prémio de Motor Internacional do Ano é um dos galardões mais desejados pelos fabricantes de automóveis. O júri estabelece a sua classificação, após testes de condução dos últimos modelos para identificar quais os motores que oferecem o maior prazer de condução, as melhores performances, o melhor controlo dos consumos e a utilização de tecnologias de ponta.

Com 71 motores em competição, a categoria mais concorrida é a dos motores com cilindradas entre 1.4 e 1.8, à semelhança dos segmentos B e M1 que continuam a crescer na Europa. O motor desenvolvido em parceria pela PSA Peugeot Citroën e o Grupo BMW foi o grande vencedor da categoria, com um total de 273 pontos. Arrecadou ainda o terceiro lugar na categoria de “Melhor Novo Motor”.

Equipando actualmente a gama 207, nas silhuetas de 3, 5 portas, Coupé Cabriolet, e o Mini Cooper S, o motor está previsto para outros modelos compactos da Peugeot e da Citroën. Inicialmente foi desenvolvido em paralelo com o bloco atmosférico 1.6 de 120 cv e integra uma família completa de motores, cujas potências irão variar entre os 90 e 175 cavalos.

Anunciada em Julho de 2002, a cooperação entre a PSA Peugeot Citroën e o Grupo BMW apoiou-se nas forças e competências de cada parceiro para resolver com sucesso a equação económica entre a introdução de tecnologias de motores avançadas em segmentos de mercado onde a pressão sobre os custos é extremamente forte.

Os componentes principais destes motores são fabricados na fábrica da PSA Peugeot Citroën em Douvrin, que beneficiou de um investimento de 330 milhões de Euros para a construção destes motores. A montagem final realiza-se em Douvrin para os modelos da Peugeot e Citroën e na fábrica da BMW de Hams Hall, na Grande Bretanha, para a MINI.

quarta-feira, 9 de maio de 2007

Novas Emissões de CO2

Os carros mais vendidos podem baixar de preço em Julho, mas vamos pagar (muito) mais selo.
O preço dos automóveis novos pode descer já a 1 de Julho. Isto porque o Concelho de Ministros decidiu acabar com o Imposto Automóvel e o Imposto de Circulação (selo). Em vez destes surgirão, naquela data, o novo Imposto Sobre Veículos (ISV) pago na matriculação do carro e, em Janeiro de 2008, o novo Imposto Único de Circulação (IUC), pago na utilização do automóvel, a nível municipal. Ambas as taxas dirão apenas respeito aos carros comprados novos a partir de 1 de Julho. Com estas alterações há cerca de dez por cento (em média) da fiscalidade que passa do momento da compra para o “selo” anual, que na maior parte dos casos sobe bastante. Para além disso, transforma-se numa taxa de propriedade, já que terá que ser sempre pago mesmo que o carro fique imobilizado.O IVA, esse, continuará a ser motivo de forte polémica porque continuará a incidir sobre o imposto de aquisição (ISV), mantendo-se a dupla tributação que tem alimentado desavenças entre Bruxelas e os sucessivos governos portugueses. João Amaral Tomaz, secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, afirma, porém, que a incidência de IVA decresce com estas alterações, pois a parcela de imposto transferida para a circulação não será sujeita a IVA. Assim, a equação final decresce, alegadamente, de 2 a 2,5 por cento nos impostos pagos.


in Turbo Online

quarta-feira, 2 de maio de 2007

Maserati está de volta

Maserati está de volta Com um verdadeiro GT de 405 CV sucessor do Coupé.
Depois de uma transição “a medo” com modelos como o Coupé, o pontapé na monotonia já tinha sido dado com o Quattroporte, sem dúvida uma das mais belas propostas para quem pretende um carro rápido e pleno de prestígio.E não é, por isso, inocentemente que para o novo desportivo, sucessor do Coupé, a marca tenha inspirado-se no seu coupé de luxo.
Isso verifica-se, sobretudo, na frente, onde se salientam os faróis rasgados e a grelha volumosa que parece querer evocar, com orgulho, os carros de competição da década de 1950.
Destaque, ainda, para o capot volumoso e para o habitáculo bastante puxado para trás, como mandam as regras em matéria de automóveis desportivos. Uma fórmula que permite receber de braços abertos motores poderosos e alcançar uma distribuição de pesos ideal de 51 por cento no eixo traseiro e 49 por cento na frente.
Além de ganhar ao Coupé importantes centímetros no que refere ao espaço que disponibiliza , destaca-se uma ambiência interior sofisticada, em detalhes como os revestimentos em pele e as aplicações em madeira.Em termos mecânicos o novo Maserati está, igualmente, muito bem servido, já que o motor V8 de 4,2 litros com 405 CV de potência é sinónimo de prestações a condizer
in Turbo Online

sexta-feira, 13 de abril de 2007

Uma nova motorização para um prazer sempre acrescido

A gama Peugeot 407 tem vindo a ser sucessivamente enriquecida para oferecer um prazer de condução sempre acrescido. A mais recente novidade é a introdução do motor 2.2 HDi bi-turbo FAP de 170 cv, dotado de um brio e de um prazer de condução dignos do segmento superior. Disponível a partir de 41.050 € na berlina e 42.535 € na SW, promete continuar o sucesso comercial da gama 407 em Portugal.

Desde logo, este novo motor fruto da cooperação entre a PSA Peugeot Citroën e a Ford Motor Company, constitui uma novidade mundial, ao ser o primeiro quatro cilindros com duplo turbo sequencial paralelo.

As performances testemunham a dotação tecnológica inovadora, bastando à berlina 407, só com o condutor a bordo, 30 segundos para percorrer o quilómetro de arranque, enquanto que, em 5ª velocidade, a recuperação de 80 a 120 km/h se faz em 8,1 segundos. A velocidade máxima de 225 km/h é atingida em 6ª velocidade, já que esta
motorização surge associada a uma caixa mecânica de 6 velocidades.


Este quatro cilindros de 2.179 cm3, cabeça de dezasseis válvulas e duas árvores de cames à cabeça, desenvolve uma potência máxima de 170 cv(125 kW) a 4.000 rpm e o binário máximo de 370 Nm a 1.500 rpm, o que, ao mesmo regime, representa mais 54% que na geração precedente do 2.2 HDi.


Aliás, o binário e o tempo de resposta a baixo regime foram particularmente cuidados, já que o motor desenvolve 200 Nm a partir de 1.000 rpm e 280 Nm a 1.250 rpm. Além disso, o motor possui uma faixa de utilização muito alargada, com uma grande disponibilidade em qualquer regime (mais de 355 Nm a 3.000 rpm).

Posicionando-se no topo da gama de motorizações diesel 4 cilindros, este novo motor é o complemento ideal da oferta diesel do 407, que tem no 1.6 HDi de 110 cv e 2.0 HDi de 136 cv, dois argumentos fortissimos, para além do prestigiante V6 2.7 HDi de 204 cv.

quarta-feira, 11 de abril de 2007

Acessórios Auto

Procura um novo Auto-Rádio? Umas colunas? Tapetes? Produtos de Limpeza?
Existem lojas especializadas na venda de produtos para o seu automóvel, onde certamente encontrará uma oferta mais vasta a preços mais competitivos!

Visite
http://shop.usados.biz/ e http://shop.standvirtual.com/

Stand Online...

Na Internet tudo se compra e tudo se vende... É mesmo isso, até carros pode encontrar à venda na Internet, quer em leilões online, quer em sites de classificados automóveis. Obviamente, estes últimos têm uma maior oferta, até por serem espaços especializados neste tipo de negócio!

Vender carro? Comprar carro? Trocar carros?
Se é essa a sua intenção nada melhor do que aceder aos Stands online e consultar anúncios, comparar preços e enviar mensagens a vendedores, sem ter que se deslocar efectivamente a vários stands ou mesmo até ao quiosque ou papelaria para comprar o jornal, que quanto muito permite a publicação de uma imagem do carro.

Quer as melhores referências?
Visite estes sites e certamente não sentirá necessidade de procurar mais:

http://www.standvirtual.com/ : Líder de mercado indiscutível. Conta com uma oferta de mais de 20.000 anúncios, divididos em Ligeiros de passageiros, Comerciais, Auto Caravanas e Caravanas e Motas.

http://www.usados.biz/: Destinado a um target mais jovem , é um espaço de compra e venda de viaturas usadas mais informal, mas não por isso de menos qualidade. Oferece um serviço de solicitações único no mercado: Diga o que quer e espere que alguém responda ao seu pedido.

sexta-feira, 23 de março de 2007

Peugeot 207 CC já está disponível em Portugal

A rede de Concessionários Peugeot acaba de lançar em Portugal o novo 207 CC. Disponível a partir de 24.100 €, este modelo marcante, que constitui a nova estrela da gama 207, reúne todos os trunfos para se afirmar no universo das viaturas prazer e
ultrapassar o sucesso do 206 CC, o Coupé Cabriolet mais vendido no mundo.
O 207 CC é a segunda silhueta da geração 207 a apresentar-se aos clientes nacionais, após o lançamento bem sucedido da berlina de 3 e 5 portas.

Coupé 100% Coupé e Cabriolet 100% Cabriolet, através do seu tejadilho retráctil integralmente automático, o 207 CC não se limita a suceder ao 206 CC, dá um salto de geração em todos os domínios essenciais.

Com efeito, em Portugal, o 206 CC marcou o rumo. O modelo confirmou plenamente a sua aceitação por parte dos clientes, tendo sido o coupé cabriolet mais vendido do mercado, no período entre 2001 e 2006, com um total de 2.579 unidades.

Agora, o sucessor 207 CC leva mais além toda a experiência da Marca na concepção de coupés cabriolets. O novo modelo partilha os seus aspectos essenciais com a berlina 207, mas ao mesmo tempo combina qualidades que fazem a diferença entre os coupés-cabriolets neste nível de gama. Vector de imagem e de paixão, o 207 CC dirige-se prioritariamente aos consumidores que pretendem uma viatura dinâmica, desportiva, de forte valorização estética e que proporcione um conjunto de sensações: vivacidade, elegância, potência e prazer de condução.

quinta-feira, 22 de março de 2007

Toyota Hilux

Quase em simultâneo com a comemoração dos seus 40 anos de existência, a já histórica Toyota Hilux dá a conhecer a sua sexta geração. A ocasião justifica-o. E as prendas são muitas para os adeptos desta pick-up nipónica - e não são poucos, se tivermos em conta os doze milhões de unidades vendidas em todo o mundo até aos dias de hoje. À cabeça das novidades temos o motor 3.0 D-4D, com injecção common--rail de segunda geração, turbo de geometria variável e sistema de controlo de turbulência, para ajudar no convívio entre dois mundos: o lazer e as investidas fora de estrada.

Talvez por isso este bloco de 171 cv e um binário de 343 Nm, constante entre as 1400 e as 3400 rpm, esteja apenas disponível na versão Hilux Tracker, aquela que, segundo a marca, mais se afasta da componente laboral.
Mas, se nas investidas pelo todo-o-terreno, esta pick-up mostra toda a sua competência, já em estrada, mesmo a versão mais potente denota uma certa prisão de movimentos. Por seu turno, o motor 2.5 D-4D possui agora 120 cv e apresenta um binário máximo de 325 Nm às 2000 rpm, não sendo absolutamente significativas as diferenças, em termos de força, sentidas por quem se senta numa e noutra versão.

Ambos os blocos cumprem com as normas Euro IV e recorrem a uma caixa manual de cinco velocidades, existindo como opcional, pela primeira vez, uma transmissão automática de seis relações - apenas para o motor 3.0 D-4D. As atenções mecânicas dirigiram-se ainda para o châssis, que está agora mais rígido (longarinas 45% mais duras), beneficiando ainda de uma nova suspensão frontal independente, enquanto que a traseira recorre a molas de lâminas, argumentos que visam capacitar a pick-up para uma condução mais competente em utilização quotidiana.

Fiat Bravo

"Foi com grande pompa e circunstancia que a Fiat revelou o novo Bravo, sucessor do discreto Stilo, que vem relançar a marca no competitivo mercado dos familiares compactos. Com a presença de cerca de 3000 convidados, incluindo 600 jornalistas de todo o mundo, o espectáculo de apresentação do modelo, criado especialmente pela prestigiada companhia de circo "Le Cirque du Soleil", terminou com fogo de artifício e labaredas a envolver o imponente Estádio de Mármore, em Roma, monumento que celebra o renascimento da arquitectura clássica grego-romana.

A escolha do local e o espectáculo pomposo reflectem a necessidade da Fiat - que registou, em 2006, os seus primeiros lucros em anos -, em transformar o Bravo num símbolo do seu próprio renascimento no mercado europeu, servindo também de alavanca para uma nova fase de crescimento.

Para apagar a imagem do Stilo e assegurar um lugar ao sol no segmento, o Bravo tenta recuperar valores que asseguraram os maiores sucessos comerciais da marca, como é o caso de um design dinâmico e emotivo, de um desempenho dinâmico e motores com um toque desportivo e de um preço bastante competitivo. Em Portugal, esta fórmula só poderá ser avaliada a partir de Novembro próximo, embora só em Janeiro de 2008 atinja a sua expressão máxima, com a chegada dos motores mais apelativos para o nosso país."
in Auto Motor

quinta-feira, 15 de março de 2007

Peugeot 307 com três milhões de unidades produzidas

Peugeot 307 com três milhões de unidades produzidas Comercializado desde 26 de Abril de 2001, o Peugeot 307 comemorou ontem, dia 14 de Março, a produção do exemplar número três milhões. Esta unidade, um 307 Sedan com motor a gasolina 1.6 de 110 cv foi fabricada nas instalações de Palomar, próximo de Buenos Aires na
Argentina.

«Carro do ano 2002», o 307 inaugurou, no seio da Marca, a política dita “margarida”, com múltiplas silhuetas de personalidade forte (Berlinas de 3, 4 e 5 portas, Break, SW ou CC, sem esquecer o 307 WRC, que sucedeu ao 206 WRC no Campeonato do Mundo de Ralis em 2004 e 2005).

Para além da riqueza das suas silhuetas, o capital de sedução internacional do 307 baseia-se numa oferta diversificada de 7 motorizações a gasolina, debitando entre 90 cv e 180 cv e 4 motorizações diesel HDI, cujas potências variam entre 90 cv e 136 cv. Em 2006, o mix de combustíveis da gama 307 ditou uma taxa de dieselização de 54 % a nível mundial, de 64 % na Europa, enquanto que em Portugal atingiu 91 %.

O 307 é fabricado actualmente ao ritmo de 2 050 unidades diárias em quatro fábricas (Sochaux, Mulhouse, Palomar na Argentina e Wuhan na China).

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007

4º Concurso de Design Peugeot

Animado pela intenção de conceber um automóvel que proporcionasse um prazer múltiplo a cada um dos seus ocupantes, Mihai Panaitescu, de origem romena, estudante de design em Turim (Itália), criou o Flux, o projecto vencedor da 4ª edição do
Concurso de Design Peugeot.

Com os seus 20 anos, Mihai Panaitescu é o mais jovem laureado do Concurso de Design Peugeot. Propôs um projecto – o Flux – que se inscreve em perfeita harmonia com o seu ambiente e incarna o veículo prazer que se adapta a diferentes cenas de vida.

Com efeito, o Flux está particularmente à vontade no meio urbano. O seu carácter compacto assegura-lhe uma grande facilidade de deslocação. O seu estilo clássico, que alia desportividade e modernidade, inscreve-o perfeitamente no tecido urbano. A sua motorização assegura-lhe um silêncio de funcionamento absoluto. O Flux demarca-se sem ostentação!

Mas o Flux é também o automóvel do prazer nos grandes espaços. A sua capacidade para cobrir longos trajectos não oferece qualquer dúvida! Assente sobre grandes rodas, o Flux proporciona aos dois ocupantes um conforto postural – bancos envolventes com múltiplas regulações –, ergonómico – o posto de condução agrupa as funções essenciais da condução – e estético – desenho muito simples, fonte de serenidade –,
independentemente da distância a percorrer.

Finalmente, o Flux é um veículo tecnológico, dada a sua motorização não poluente que se apoia numa pilha de combustível, os meios de comunicação disponíveis a bordo ou a iluminação muito eficaz que recorre à utilização de leds.

O Flux impôs-se logicamente como a viatura P.L.E.A.S.E. pela sua originalidade, a qualidade da sua apresentação e a sua coerência com o tema.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007

Maserati Coupé

O lançamento do novo Maserati Coupé está marcado para Agosto deste ano.

O seu design será inspirado no do Quattroporte e, debaixo do capot, albergará uma evolução do V8 de 4,2 litros do actual modelo, podendo a sua potência ascender aos 500 cv. A configuração do seu interior será do tipo 2+2.

Crê-se que, aquando da introdução do novo Coupé, a Maserati venha a deixar cair esta designação, recuperando nomes do passado como «Mistral».

Audi A7

A Audi tenciona alargar a sua oferta a um coupé de quatro portas, chamado A7. Posicionado entre o A6 e o A8, o novo coupé terá um comprimento acima dos 4,90 metros.


A oferta de motores da nova proposta compreenderá somente unidades de topo, como é o caso do 3.6 a gasolina de 300 cv e os turbodiesel 2.7 e 3.0, ambos com sistema de redução das emissões.

O sistema de tracção integral quattro surgirá no A7 à semelhança dos outros desportivos da marca dos anéis, com diferencial Torsen e repartição da potência de 40/60 entre os eixos dianteiro e traseiro.

Honda propõe adaptador para i-Pod

A Honda disponibiliza, a partir de Fevereiro, um adaptador que permite a ligação do i-Pod ao sistema áudio de origem dos seus automóveis.

O adaptador permite o controlo do sistema nos comandos áudio do veículo, carregar a bateria do i-Pod e ouvir música durante várias horas. Para além do adaptador, os concessionários da marca também comercializam o i-Pod fruto da parceria entre a Honda e a Apple.

Operação Carnaval já começou

A GNR deu início, pelas 0h00 de hoje, à «Operação Carnaval 2007».Durante quatro dias (até às 24h de dia 20) vão estar mobilizados cerca de 2.157 militares e 550 patrulhas por dia de modo a garantir a fiscalização nas estradas e em estabelecimentos que comercializam artigos pirotécnicos.
Em comunicado, a GNR anunciou que a operação terá particular incidência nos itinerários principais e nas localidades, e contará com um reforço da Brigada de Trânsito nas principais vias de acesso aos locais onde ocorrem os festejos carnavalescos.
O controlo de velocidade e da alcoolemia, a condução agressiva, o uso de cintos de segurança e a utilização indevida de auscultadores sonoros serão alguns dos comportamentos aos quais a GNR terá especial atenção.

Peugeot lança e-Peugeot - Reservas Online com condições de aquisição exclusivas


Sempre com o espírito de inovação presente, a Peugeot acaba de lançar o e-Peugeot - Reservas Online, um serviço vocacionado para os clientes adeptos das novas tecnologias, que lhes permite adquirir o seu automóvel com condições exclusivas online.

Disponível a partir de hoje, a primeira oferta do e-Peugeot –Reservas Online centra-se no 1007 Cappuccino, animado pelos motores diesel 1.4 HDi e 1.4 16V a gasolina, com um desconto de aproximadamente 2.500 € no preço final para o cliente.

Acessível através do site www.peugeot.pt, este serviço permite ao cliente reservar o veículo pretendido e seleccionar o Concessionário onde pretende efectuar a compra. O número de veículos disponibilizados é limitado, pelo que serão lançadas novas promoções periodicamente, conferindo um carácter de exclusividade a esta acção.

A promoção de estreia do e-Peugeot – Reservas Online destina-se aos clientes do 1007, cuja versão Cappuccino se distingue por um elevado nível de equipamento a um preço mais acessível.
Para tornar este serviço ainda mais apetecível, durante a fase de lançamento, a Peugeot oferece um Kit Caméléo e um Kit de Aros dos Ventiladores, no valor comercial de 290€, para que o cliente possa personalizar o seu 1007 com um estilo próprio e original.

Peugeot lança e-Peugeot - Reservas Online com condições de aquisição exclusivas


Sempre com o espírito de inovação presente, a Peugeot acaba de lançar o e-Peugeot - Reservas Online, um serviço vocacionado para os clientes adeptos das novas tecnologias, que lhes permite adquirir o seu automóvel com condições exclusivas online.

Disponível a partir de hoje, a primeira oferta do e-Peugeot –Reservas Online centra-se no 1007 Cappuccino, animado pelos motores diesel 1.4 HDi e 1.4 16V a gasolina, com um desconto de aproximadamente 2.500 € no preço final para o cliente.

Acessível através do site www.peugeot.pt, este serviço permite ao cliente reservar o veículo pretendido e seleccionar o Concessionário onde pretende efectuar a compra. O número de veículos disponibilizados é limitado, pelo que serão lançadas novas promoções periodicamente, conferindo um carácter de exclusividade a esta acção.

A promoção de estreia do e-Peugeot – Reservas Online destina-se aos clientes do 1007, cuja versão Cappuccino se distingue por um elevado nível de equipamento a um preço mais acessível.
Para tornar este serviço ainda mais apetecível, durante a fase de lançamento, a Peugeot oferece um Kit Caméléo e um Kit de Aros dos Ventiladores, no valor comercial de 290€, para que o cliente possa personalizar o seu 1007 com um estilo próprio e original.

Peugeot lança e-Peugeot - Reservas Online


Sempre com o espírito de inovação presente, a Peugeot acaba de lançar o e-Peugeot - Reservas Online, um serviço vocacionado para os clientes adeptos das novas tecnologias, que lhes permite adquirir o seu automóvel com condições exclusivas online.

Disponível a partir de hoje, a primeira oferta do e-Peugeot – Reservas Online centra-se no 1007 Cappuccino, animado pelos motores diesel 1.4 HDi e 1.4 16V a gasolina, com um desconto de
aproximadamente 2.500 € no preço final para o cliente.

Acessível através do site www.peugeot.pt, este serviço permite ao cliente reservar o veículo pretendido e seleccionar o Concessionário onde pretende efectuar a compra. O número de veículos disponibilizados é limitado, pelo que serão lançadas novas promoções periodicamente, conferindo um carácter de exclusividade a esta acção.

A promoção de estreia do e-Peugeot – Reservas Online destina-se aos clientes do 1007, cuja versão Cappuccino se distingue por um elevado nível de equipamento a um preço mais acessível.
Para tornar este serviço ainda mais apetecível, durante a fase de lançamento, a Peugeot oferece um Kit Caméléo e um Kit de Aros dos Ventiladores, no valor comercial de 290€, para que o cliente possa personalizar o seu 1007 com um estilo próprio e original.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2007

A Peugeot no 77º Salão Internacional do Automóvel de Genève

Por ocasião do 77º Salão Internacional do Automóvel de Genève, Automobiles Peugeot revela três novas silhuetas na oferta 207, bem como o seu novo sport utility vehicle (SUV), o 4007. Cada uma destas propostas ilustra a ambição da Peugeot em declinar o prazer automóvel sob as formas mais diversas, CC, RC, SW e SUV.

Os vinte e oito modelos de série e os seis concept cars (207 SW Outdoor,4007 Holland&Holland, 908 RC, 207 Epure, 908 HDi FAP e Spider 207)têm por cenário um espaço de exposição superior a 2.600 m2, numa atmosfera que traduz uma impressão de bem-estar, de emoção, de evasão e de leveza.

PEUGEOT 207 ELEITO “UTILITÁRIO DO ANO 2007”

Após ter sido seleccionado um dos seis finalistas a concurso ao “Carro do Ano”, o Peugeot 207 superiorizou-se, numa das categorias mais concorridas do Troféu do Automóvel, ao Opel Corsa, Fiat Grande Punto, Nissan Note e Toyota Yaris, alcançando o prestigiante prémio de “Utilitário do Ano” em Portugal.

Esta distinção reconhece o carácter de referência do mais recente modelo da Peugeot que, após o seu lançamento em Abril de 2006, teve uma óptima aceitação por parte dos clientes nacionais, e alcançou em tempo recorde os lugares cimeiros do seu segmento de mercado.

Os trunfos que caraterizam o modelo – como a qualidade de construção, a eficácia dinâmica e a gama de motores de última geração, combinados com o design muito apurado – permitiram-lhe terminar o ano de 2006 no segundo lugar do segmento com
4.372 unidades vendidas.

Mas o Peugeot 207 não deixou de lado a paixão e a inovação, oferecendo níveis de conforto e de prazer automóvel dignos do segmento superior. Assim, a sua performance comercial mostra uma tendência de crescimento constante, que em Janeiro último atingia os 12,1% de quota de mercado. Por outro lado, a unidade diesel 1.4 HDi apresentada a concurso é também reveladora da liderança do 207 entre os modelos a diesel do seu segmento.

Sufragado pelo Júri do “Carro do Ano / Troféu Volante de Cristal”, o Peugeot 207 prepara-se agora para enriquecer a sua gama em Portugal com o lançamento do 207 Coupé-Cabriolet que leva aindamais além a valorização estética e a exclusividade da gama 207.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2007

Christian Streiff anuncia nova organização

Christian Streiff, Presidente do grupo PSA Peugeot Citroën, anuncia a nova organização, que vai constituir o novo órgão executivo do Grupo.

Foi criado um Comité de Direcção Geral. É constituído por cinco membros do Conselho de Administração e cinco directores, que reportam directamente ao Presidente:

Direcção de Estratégia e Inovação, Isabelle Marey-Semper

Direcção Financeira e Informática, Sylvie Rucar

Direcção de Recursos Humanos, Jean-Luc Vergne

Direcção Jurídica, Relações Institucionais e Auditoria, Jean-Claude Hanus

Direcção de Comunicação, Liliane Lacourt

Para além do Comité de Direcção Geral, quatro funções operacionais China, Mercosur, Compras, Peças Sobressalentes, às quais se junta a Direcção de Quadros Dirigentes, reportarão igualmente ao Presidente.

Aquando da sua tomada de funções, Christian Streiff anunciou que «esta nova organização simples e operacional permitirá tomadas de decisão rápidas, para voltar o mais rapidamente possível ao crescimento e rentabilidade».
Isabelle Marey-Semper, Directora de Estratégia e Inovação.
Aluna da École Normale Supérieure, Doutourada em Neuro-Farmacologia e titular de um MBA no Collège des Ingénieurs, Isabelle Marey-Semper era anteriormente membro do Comité de Direcção da Divisão Tecnológica do grupo Thomson.

Sylvie Rucar, Directora Financeira e Informática.
Diplomada na École Supérieure de Commerce de Paris, Sylvie Rucar era anteriormente Directora de Financiamento e Tesouraria e membro do Comité dos directores da PSA Peugeot Citroën.

Jean-Luc Vergne, Director de Recursos Humanos.
Titular de um mestrado em Direito Público, Jean-Luc Vergne era anteriormente Director de Relações e Recursos Humanos, membro do Comité Executivo da PSA Peugeot Citroën.

Jean-Claude Hanus, Director Juridico, Relações Institucionais e Auditoria.
Diplomado pelo Institut de Droit des Affaires de Paris e doutourado em Direito, Jean-Claude Hanus era anteriormente Director Jurídico e membro de Estado Maior da PSA Peugeot Citroën.

Liliane Lacourt, Directora de Comunicação.
Titular de um DEA em Economia Aplicada na Universidade Paris IX Dauphine, Liliane Lacourt era anteriormente Directora de Comunicação e membro do Estado Maior da PSA Peugeot Citroën.